Foto: Alaor Gosdal/Divulgação

Lateral livrou-se das dores e pega o Rio Branco; Dick (dir.) espera.

O técnico Dorival Júnior confirmou ontem a estréia do lateral-esquerdo Rubens Cardoso no Coritiba, contra o Rio Branco. Esta será a única alteração na equipe alviverde, que poderia ter a entrada de Dick. No entanto, o ótimo desempenho de Gilberto Flores contra o Real Brasil fez o treinador mudar de idéia e manter o camisa 2 na equipe mais tempo. Assim, quem fará um trabalho especial de condicionamento físico para agüentar a longa temporada neste momento será Ricardinho. O confronto contra o Leão da Estradinha está programado para as 16 horas de amanhã, no Caranguejão.

?De repente, o Gilberto mostrou uma condição diferenciada daquilo que vinha acontecendo. Logicamente que existe uma expectativa maior para que ele possa manter o nível de atuação?, explicou o treinador. Segundo ele, estava prevista a saída de Giba para o condicionamento especial, mas tirá-lo agora seria injusto, porque o jogador mostrou melhores resultados físicos. ?Espero que ele possa disputar a partida toda novamente e continue nessa crescente que vem mostrando. Eu não quero perder esse bom momento do Gilberto?, aponta Dorival.

Assim, quem sai do grupo principal por alguns dias é Ricardinho, que cede seu lugar para Rubens Cardoso. ?Estou há uns dias trabalhando forte a parte física e técnica. Não vejo a hora de estrear com a camisa do Coxa e com os meus companheiros fazer uma grande partida?, destaca o reforço, que veio do Internacional. Após entrar em forma, agora ele só quer pegar ritmo de jogo. ?Na semana passada estava com algumas dores musculares que eram normais e programadas, mas esta semana estou mais solto e me sentindo bem para estrear?, avalia.

Apesar de não ter feito coletivo ontem, Dorival confirmou a equipe. ?Fizemos um trabalho mais de movimentação, de finalizações, um pouco diferente daquilo que vínhamos fazendo. (Teremos) Apenas a entrada do Rubens e a manutenção da equipe. Espero que estejamos preparados para fazer um grande jogo?, projeta o treinador. No banco, Dick continua sendo uma boa opção para Dorival Júnior em qualquer uma das alas. ?Com o Dick, ganhamos uma grande opção e espero que ele mantenha essa postura, continue lutando e trabalhando, buscando o espaço?, finaliza Dorival.

Reforço alviverde trocou zaga por meia-cancha na Europa

Foto: Alaor Gosdal/Divulgação

Tiago Bernardi prefere jogar de volante, mas aceita quebrar um galho na defesa.

Cansado de ficar longe do Brasil, Tiago Bernardi resolveu aceitar o convite do Coritiba e volta ao país após quatro anos jogando na Suíça, República Tcheca e Áustria. De zagueiro nos tempos de União São João, Internacional e Santos, ele volta volante após jogar por Thun/SUI, Slovack/TCH e Altch/AUT e deverá ser nessa posição que disputará um lugar no time alviverde. ?Estava jogando mais de volante e até falei com o professor (Júnior). Ele me falou que já tinha me visto, das minhas características e isso é bom. No futebol moderno, a gente não pode ser limitado a uma só posição?, diz.

Por isso, ele não descarta voltar à linha defensiva caso seja solicitado por Dorival Júnior. ?No Brasil joguei como zagueiro e volante, mas na Europa fui muito aproveitado como volante, mas de zagueiro não tem problema e só depende da necessidade da equipe?, avisa Tiago Henrique Bernardini Consoni, 28 anos. No futebol, porém, acabou ficando mais conhecido como Bernardi, onde foi campeão gaúcho com o Internacional e brasileiro com o Santos. No Coritiba, no entanto, tem sido chamado mais de Tiago.

Nomes à parte, ele traz da Europa o aprendizado de culturas e línguas diferentes. ?Aprendi o alemão, que é uma língua difícil de falar, e a me acostumar com o frio. O resto foi muito tranqüilo?, diz. Tranqüilidade esta que ele espera manter no Coxa depois da mudança de ares. ?Encontrei um grupo alegre, jovem e determinado. Com os reforços e a base que já tem, o Coritiba vai fazer um campeonato muito bom?, analisa o paulista de Araras.

No Alto da Glória, ele já projeta um grande ano. ?Estava vencendo o meu contrato lá na Áustria, eles queriam renovar, mas optei por voltar porque já estava há algum tempo fora do País?, revela Bernardi. Com contrato até o final do ano, o volante só precisa agora entrar em forma para poder estrear com a camisa alviverde.

Ingresso coxa só no Litoral

O Rio Branco já colocou à venda os ingressos para a partida de amanhã contra o Coritiba, mas somente para a própria torcida. Como aconteceu um desencontro de informações entre as duas diretorias, não haverá venda antecipada na capital e os torcedores alviverdes perdem a chance de comprar o bilhete com desconto. Para o pessoal de Paranaguá, as vendas estão acontecendo no Complexo Esportivo Gigante do Itiberê, na Estradinha, Bar Sericó, Bar do Castelha e na Lotérica do Português. A inteira custa R$ 15,00 e a ?meia? para mulheres, crianças, estudantes e idosos, R$ 8,00. Amanhã, as vendas serão feitas nas bilheterias do Caranguejão para as duas torcidas e o preço sobe para R$ 20,00 e R$ 10,00, respectivamente. A carga total será de 9.070 entradas, sendo que a torcida do Coxa poderá comprar até dois mil lugares. Enquanto isso, Cláudio Marques comandou um coletivo ontem e praticamente definiu a equipe. O volante Kullmann deve voltar e Ricardo Malzoni tem possibilidades de estrear.