Depois de ser um dos visitantes mais indesejados do Campeonato Brasileiro, o Atlético não tem se dado bem quando joga longe de Curitiba. A goleada sofrida para o Botafogo por 4 x 0, anteontem, no Maracanã, somou o oitavo jogo sem vitória do Furacão nos duelos realizados como visitante. A última vez que conseguiu vencer fora da Vila Capanema foi há dois meses, quando bateu o Flamengo, no Maracanã, por 4 x 2, pelo Brasileirão.

De lá pra cá, nas oito partidas que fez como visitantes em duelos pelo Campeonato Brasileiro e pela Copa do Brasil, o time atleticano soma quatro empates e quatro derrotas, totalizando aproveitamento de 16%. Esse desempenho abaixo da média pode ser explicado pelos aproveitamentos defensivo e ofensivo do Rubro-Negro nessas partidas. Mesmo com o segundo melhor ataque do Brasileirão, o Furacão marcou apenas três gols nesses últimos oito compromissos realizados fora de casa. Já a defesa foi vazada 12 vezes e tem média de 1,5 gols tomados por partida.

O baixo aproveitamento recente como visitante preocupa o Atlético para a reta final da Copa do Brasil e para os últimos compromissos pelo Campeonato Brasileiro. Se não melhorar seu desempenho nos jogos realizados longe de Curitiba, o Furacão, caso não faça uma boa vantagem no primeiro jogo da final contra o Flamengo, quarta-feira, na Vila Capanema, dificilmente conseguirá o título inédito do torneio.

No Campeonato Brasileiro a preocupação pode ser ainda maior. Isto porque o Atlético não vai mais jogar em casa pela competição nacional em 2013, já que terá que cumprir a pena de dois mandos de jogos pelos incidentes ocorridos no clássico contra o Coritiba, na Vila Capanema. Assim, o Furacão terá que tentar melhorar seu aproveitamento nas partidas fora de Curitiba nos duelos contra Náutico e Vasco, em Joinville, e contra o Santos, no Litoral de São Paulo. (LF)