O Atlético conquistou uma das vagas na semifinal contra o Paraná Clube, ao empatar ontem, na Vila Capanema, em 0x0. Jogando determinados a não tomar gol, os garotos rubro-negros conseguiram o intento e dedicaram a vaga ao técnico Lio Evaristo que assume nova função no clube, a partir de hoje, entre os profissionais.

O Paraná tomou sempre a iniciativa de ataque, notadamente na etapa final, mas não conseguiu vazar a meta de Thiago Santos, apesar de jogar com um jogador a mais a partir dos 4’30 do 2.º tempo, quando o zagueiro Tiaguinho recebeu o vermelho após dupla advertência.

O jogo em seu todo foi duramente disputado. Wellington recebeu amarelo a menos de 2 minutos, ensejando muito trabalho ao árbitro. Oportunidade real de gol, apenas no final desta etapa, com a bola cruzando na frente do gol de Bader. Ninguém aproveitou.

Na etapa final, com um a menos, o Atlético recuou para garantir o resultado e conseguiu, com muita raça. Pelo congestionamento, o Paraná tentou em bolas aéreas o seu gol que não veio em oportunidades com Fernando, Lima e Willian. Lio foi expulso aos 23 minutos. A partir dos 30′ ele mandou os jogadores esfriar o ímpeto do adversário, utilizando o pedido da maca.

Aos 45′ Alison foi expulso por jogada violenta em André. Aos 50′ fim de jogo com o Atlético se garantindo junto com Iraty pelo grupo A e União e Londrina, do Norte.

Ary Marques

“Nosso time dominou todo o jogo, fez boa partida, mas faltou um matador. Tivemos três ou quatro oportunidades, mas não fomos felizes”.

Emoção

O Atlético se reuniu no meio de campo ao final da partida com toda comissão técnica e os atletas. Lio agradeceu a todos, se despedindo oficialmente do elenco. Em troca, o capitão Rodrigo Gomes ofereceu a classificação a toda comissão técnica, especialmente a Lio, pelos ensinamentos adquiridos. O técnico se emocionou e chorou copiosamente pela homenagem.

Quem assume?

Dois nomes estão na pauta para assumir provisoriamente o comando técnico do Atlético: O preparador de goleiros Bugrão e o auxiliar técnico Flávio “Pescoço”. Um deles pode até permanecer no lugar de Lio. De qualquer forma os dois trabalharão juntos. Na coordenação das categorias de base, é certo que virá de fora um substituto para Vinícios Eutrópio. Evandro, um catarinense que trabalha no setor, em Florianópolis-SC, é o nome mais forte.

União, o melhor do Norte

Comprovando estar bem na atual competição, o União passou pelo Pato Branco, vencendo-o na ida e na volta. Sábado, em Bandeirantes, o time do nissei Wilson Frutani atropelou o Pato, que não se encontrou em campo, com um sonoro 6×0. No jogo anterior o time da família Meneghel venceu a duras penas por 2×1 na casa do adversário.

O primeiro tempo foi equilibrado e terminou 2×0, com gols do artilheiro Pitbull aos 7 e Edson, cobrando falta aos 16′. No segundo, o Pato foi com tudo pra cima dos donos da casa mas tomou o terceiro aos 12′ com Pitbull esfriando a reação dos visitantes, em jogada rápida no ataque. Vanderlei fez 4×0 aos 16′ e o veloz Pitbull marcou mais dois, aos 40′ e 44′ em jogadas individuais, partindo pra cima do marcador.

O União jogou com dez, a partir dos 18′ do segundo tempo, sendo Edson expulso por reclamar do árbitro, após ser advertido em lance faltoso. Ótimo trabalho do professor de Direito Antônio Denival de Morais, que leciona na Unopar em Londrina, auxiliado por Wesley Gomes da Silva e Rafael Garani. Representante da FPF: João Lúcio dos Santos.

União: Vítor; Buiú, Edson, Ricardo e Edson Luiz; Roberto, Vanderlei, Jossias (Paulinho) e Fernando (Luiz Vaz); Pitbull e Éverton. Téc.: Wilson Frutani. Prep. físico: José Antônio. Pato Branco: Ricardo; Nelsão, Clodoaldo (Nilceu), Juliano e Cláudio; Éder, Eliberto, Eli e Carlos (Ângelo); Tiago (Anderson) e Douglas. Téc.: Devanídio Barbosa Santiago, o Didi. Prep. físico: Josemar dos Santos.

Londrina, o segundo

Nas partidas decisivas contra o CCR Toledo, o Tubarão venceu em casa por 3×2 na primeira e ontem empatou em 1×1 em Toledo, no Estádio 14 de Dezembro com arbitragem de Henrique França Triches.

Iraty se apresenta bem e goleia o Malita: 4×1

Com o ingresso a um real e público pagante estimado em mil pessoas, o Iraty goleou o Malutrom sábado à tarde no Fioravante Slaviero, por 4×1 se classificando para as semifinais da Copa Tribuna. Na partida anterior houve empate de 1×1 no Xingu.

O time dirigido por Gilberto Pereira abriu o placar aos 20′ através do meia Marcelo, uma das melhores peças da equipe. O Malutrom reagiu e empatou aos 28′, de pênalti, cobrado por João Henrique. Ximba, em jogada pessoal desempatou um minuto depois. O artilheiro Eduardo Rato aumentou para 3×1 marcando seu nono gol na competição, aos 40′ terminando assim o primeiro tempo.

Na etapa final novamente Marcelo fez o quarto do “Azulão”, aos 16′, acabando de vez com as pretensões do Malutrom. O time da casa administrou o restante da partida e se credenciou a passar à próxima fase, em Curitiba, com todos os méritos. Carlos Jack Rodrigues Magno teve uma arbitragem tranqüila. No mesmo nível os assistentes Altemar Roberto Domingues e Frederika Marianne de Jager. Representante da FPF: Hamilton Nunes Fortes.

Iraty: Pablo; Mohab, Linno, Polaco e João Paulo (Evaldo); Russo, Anderson, Luciano (Toni) e Marcelo; Ximba e Eduardo Rato. Téc.: Gilberto Pereira. Prep. Físisco: Tutinha. Malutrom: Rodrigão; Ernandes, Gustavo e Joel; George, Fábio, Juarez (Clóvis), Dudu e Anderson (França); Neto (Michel) e João Henrique. Téc.: Sidenei de Almeida. Prep. Físico: Honey Pedroso.

Gilberto marcou reapresentação para hoje, às 15h, quando haverá treino leve e receber instruções da comissão técnica dirigida por Celinho e Paulinho Alves. Como se sabe, as próximas fases, semifinal e final serão realizadas na capital.