Era um jogo de duas equipes que superaram derrotas na última temporada e só havia uma certeza: a Superliga masculina teria um campeão inédito. Na manhã deste sábado, no Ginásio Poliesportivo de São Bernardo do Campo, o Sada/Cruzeiro fez a festa de sua torcida e conquistou o primeiro título de sua história ao derrotar o Vôlei Futuro de virada por 3 sets a 1 (parciais de 24/26, 25/18, 25/13 e 25/19).

Cometendo poucos erros, a equipe mineira superou momentos tensos de discussão com jogadores adversários e manteve a concentração para obter sua vitória. Já o time de Araçatuba teve como notícia ruim a perda do oposto Lorena, um dos destaques da equipe, que deixou o jogo no começo do terceiro set.

Foi a redenção para o time do Sada/Cruzeiro, que em 2011 ficou com o vice ao ser derrotado pelo Sesi na decisão. Nesta temporada, os mineiros já haviam sido a melhor equipe da primeira fase da Superliga masculina.