Erwin Sánchez afirmou que vai avaliar com o presidente da Federação Boliviana de Futebol, Carlos Chávez, seu futuro como técnico. Ele ficou decepcionado na derrota para a Venezuela por 5 a 3, na terça, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2010.

Ele ficou indignado, afinal, seus comandados ganhavam de 3 a 2 e permitiram a virada quando faltavam 15 minutos para o fim da partida. "As coisas estavam indo bem, mas de forma inexplicável, nos minutos finais foram muito ruins para todos nós. Agora tenho que colocar tudo sobre a mesa e estudar o futuro.