São Paulo – O Santo André fez explodir a crise no Palmeiras com uma vitória por 2 x 1 sobre o rival, ontem, no estádio Bruno José Daniel, em jogo válido pela Copa Libertadores. Fernando e Rodrigão marcaram os gols do time da casa, e Osmar descontou.

Apesar dos problemas que parecem não ter fim no Palestra Itália, o resultado não é fatal, já que o Verdão ainda depende só de suas forças para se classificar. A torcida, porém, não se liga muito a números e deixou o estádio revoltada, com palavrões e gritos de protesto. Para o Ramalhão, ao contrário, foi uma vitória providencial, que manteve o time vivo na disputa.

A liderança do Grupo 4 é do Cerro Porteño, que soma oito pontos e está muito perto da classificação. Palmeiras e Santo André estão em segundo lugar com cinco pontos. O Deportivo Táchira tem só três pontos.

Na seqüência da competição, ninguém leva vantagem sobre ninguém. As quatro equipes terão um jogo em casa e um jogo fora. O Palmeiras visita o Táchira e, depois, recebe o Cerro Porteño. O Santo André faz o inverso: visita os paraguaios e, depois, joga em casa contra os venezuelanos.

Ficha Técnica

Santo André: Júlio César, Diego (Gabriel), Dedimar e Fernando; Alexandre (Rodrigão), Ramalho, Richarlyson, Rafinha e Romerito; Leandrinho (Makanaki) e Sandro Gaúcho. Técnico: Sérgio Soares. Palmeiras: Marcos, Gláuber, Nen e Daniel; Corrêa, Marcinho, Magrão, Diego Souza (Cristian) e Lúcio; Ricardinho e Osmar. Técnico: Candinho. Local: Bruno José Daniel (Santo André-SP). Árbitro: Edílson Pereira da Silva. Cartões amarelos: Dedimar, Richarlyson e Júlio César. Gols: Fernando, aos 19? e Osmar 37? do 1.º tempo; Rodrigão, aos 42? do 2.º.