O campeão paulista decepcionou na estreia no Campeonato Brasileiro. Uma semana após superar o Palmeiras na decisão por pênaltis, os titulares voltaram a campo neste domingo, na Ressacada, tiveram até uma boa atuação no primeiro tempo, mas foram passivos na etapa final e empataram com o Avaí por 1 a 1.

A decepção só não foi maior porque o goleiro Vladimir fez excelente defesa em cabeçada do atacante Roberto, aos 37 minutos, e o zagueiro Jéci, aos 39, perdeu chance incrível, embaixo da trave.

O Santos começou o jogo em ritmo lento. A equipe alvinegra atuava com pouca intensidade defensiva, com uma marcação frouxa, e, por consequência disso, não conseguia evoluir com rapidez para o ataque.

Não à toa, o primeiro susto foi uma bola no travessão de Vladimir. Marquinhos evoluiu sem ser incomodado pelos volantes e chutou forte, quase abrindo o placar para os catarinenses aos 4 minutos. A facilidade na jogada fez Marcelo Fernandes cobrar o time. A passividade assustava o treinador.

A resposta não foi imediata. O Avaí continuou algum tempo com espaço para trocar passes e desenhar jogadas. A diferença técnica, porém, aos poucos, foi prevalecendo. Afinal o Santos foi campeão paulista, enquanto o time catarinense brigou para não cair no Estadual e só escapou depois da chegada do técnico Gilson Kleina.

Sem forçar muito, o Santos equilibrou ações e, após duas jogadas em que Ricardo Oliveira foi fominha e estragou o ataque, chegou ao gol. Aos 26 minutos, Victor Ferraz recebeu de Lucas Lima pelo lado direito e cruzou para Robinho na área. O atacante, totalmente desmarcado, teve tempo de ajeitar o corpo para chutar de primeira, sem chances para Vagner.

Em vantagem e diante de um adversário frágil, o time santista se permitiu diminuir o ritmo novamente. O Santos passou a acreditar que poderia ampliar o placar a qualquer momento. A postura passiva foi fatal no segundo tempo.

Gilson Kleina colocou Roberto no lugar de Renan Oliveira e, com três atacantes, passou a suplantar a defesa do Santos. Depois de uma boa chance perdida por Anderson Lopes, o gol de empate surgiu de uma falta em Roberto, cometida por Gustavo Henrique, aos 18 minutos. Marquinhos cobrou com perfeição.

A virada só não aconteceu porque Vladimir salvou o Santos em cabeçada do atacante Roberto, aos 37 minutos, e, dois minutos depois, Jéci jogou para fora uma chance incrível, embaixo do gol.

FICHA TÉCNICA

AVAÍ 1 X 1 SANTOS

AVAÍ – Vagner; Pablo, Jéci, Antonio Carlos e Eltinho; Uelliton, Renan, Renan Oliveira (Roberto) e Marquinhos; Anderson Lopes (E. Silva) e André Lima. Técnico:

Gilson Kleina.

SANTOS – Vladimir; Victor Ferraz, Werley (Gustavo Henrique), David Braz e Chiquinho (Cicinho); Valencia, Renato e Lucas Lima; Geuvânio (Gabriel), Ricardo Oliveira e

Robinho. Técnico: Marcelo Fernandes.

GOLS – Robinho, aos 26 minutos do primeiro tempo; Marquinhos, aos 19 do segundo.

ÁRBITRO – Dewson Freitas da Silva (PA).

CARTÕES AMARELOS – Anderson Lopes, Cicinho e Eltinho.

CARTÃO VERMELHO – Gustavo Henrique.

RENDA – R$ 138.100,00.

PÚBLICO – 7.677 pagantes.

LOCAL – Estádio da Ressacada, em Florianópolis (SC).