São Paulo – O Santos lutou até o último minuto, conseguiu devolver o placar de 2 a 0 da primeira partida e conquistou o Campeonato Paulista de 2007 ontem, no Morumbi. Muito superior ao São Caetano durante toda a partida, o time da Vila Belmiro contou com gols de Adaílton e Moraes para garantir o bicampeonato estadual.

Precisando do resultado, o técnico Vanderlei Luxemburgo surpreendeu e entrou com uma formação mais ofensiva, com Pedrinho e Marcos Aurélio abertos pelas pontas e o atacante Jonas pelo meio. Sem um lateral-direito de ofício, já que Dênis lesionou o joelho e Pedro rescindiu com o clube, Maldonado ficou reponsável pela marcação no setor.

A alteração deu certo e o Peixe dominou por completo a partida durante os 90 minutos. Com Pedrinho e Zé Roberto inspirados, o time santista criou inúmeras chances de gol na primeira etapa.

Com uma proposta totalmente defensiva, o São Caetano não levava perigo ao Santos, que não saia do campo de ataque. O Azulão pagou caro pela falta de ousadia aos 25 minutos do primeiro tempo. Após cobrança de escanteio de Pedrinho, Adaílton subiu mais que toda a zaga do adversário e cabeceou forte para o fundo das redes.

O gol animou ainda mais o time praiano, que continuou pressionando. E por pouco não ampliou a vantagem cinco minutos depois, em um chute despretensioso de Jonas, que da linha de fundo conseguiu acertar a trave direita de Luiz.

Drama

O segundo tempo começou em ritmo mais lento. Contudo, o panorama do jogo continuou o mesmo, com o São Caetano se preocupando apenas em se defender e o Santos procurando espaços para chegar ao segundo gol.

O tempo ia passando e a partida começou a ficar dramática. Até que aos 36 minutos do segundo tempo brilhou a estrela do garoto Moraes, de 20 anos, que entrou na etapa final para substituir Jonas. Após cruzamento de Kleber, Moraes entrou sozinho pelo meio da área do São Caetano e completou de cabeça para dar o título do Paulistão ao Peixe.