Diego e Robinho estão
confirmados no time de Leão.

Santos – O Santos tem Doni, goleiro que defendeu 13 dos 27 pênaltis cobrados contra ele em sua carreira e Robgol, matador que só desperdiçou três dos trinta pênaltis que cobrou. Mesmo assim, os santistas querem evitar o sufoco de uma decisão com bola parada e vão para o Anacleto Campanella pensando em vencer em 90 minutos o jogo que decide um dos finalistas do Paulistão.

“É esse nosso objetivo, mas se tiver que decidir nos pênaltis estamos preparados”, disse o meia Diego. Leão comentou que tem um goleiro especialista nesse tipo de jogada, mas que espera não chegar a esse tipo de decisão. “Ele tem esse handicap favorável e, se for necessário, vamos ver se ele confirma.” E o centroavante Robgol concluiu: “vamos lutar para não depender disso, vencendo a partida no tempo normal”.

Mistério

Leão acha válido o mistério que Muricy Ramalho fez durante a semana, escondendo o treinamento de seu time. “Ele está certo”, disse. De seu lado, também acabou escondendo sua equipe. Depois de uma semana sem coletivos, ele antecipou o treino de ontem e, quando os jornalistas chegaram, os jogadores já estavam cobrando pênaltis. Sem definir a equipe, Leão poderá contar com todos os seus jogadores.

Por conta disso, a única dúvida fica novamente com o atacante escolhido para a parceria com Robinho: ou Robgol, ou Basílio. Mas Leão já tinha o esquema tático pronto em sua cabeça e não está afastada a hipótese de começar o jogo com uma formação diferente para surpreender Muricy Ramalho.

O mais provável é que Robgol seja o centroavante nessa partida e ontem o jogador estava na expectativa de ser escalado. “Nada melhor do que fazer uns golzinhos amanhã (hoje) para ajudar o time a ficar com a vaga para a final do paulista”, comentou o atacante.

Leão chamou a atenção da defesa para corrigir os erros de posicionamento que ocorreram no jogo passado, principalmente nos lances de bola parada. Mais: quer melhor aproveitamento dos chutes a gol. Foram 34 no domingo, apenas três aproveitados.

Santos: Doni; Paulo César, Alex, André Luís e Léo; Claiton, Renato, Elano e Diego; Robinho e Robgol (Basílio).