O pensamento de Santos e São Paulo não estava na Vila Belmiro neste domingo, em partida válida pela 11.ª rodada do Campeonato Brasileiro. Um gol contra de Renato Silva, marcado no segundo tempo, ainda deixou claro a ineficiência dos dois ataques. Assim, o placar terminou com o fraco 1 a 0 para o time de Dorival Júnior.

Na quarta-feira, o Santos faz a primeira partida da final da Copa do Brasil, em casa, contra o Vitória. No mesmo dia, o São Paulo começa a definir o confronto semifinal da Copa Libertadores, diante do Internacional, no Beira-Rio.

Mas o jogo deste domingo valia como ânimo extra às duas equipes, que ainda não haviam vencido nenhuma partida após o reinício do Brasileirão. Pior para Ricardo Gomes, que enfrenta o Inter e um clima turbulento no São Paulo.

Diante da sua torcida, que encarou o sol forte da Baixada Santista, o Santos começou tomando a iniciativa. Plenamente recuperado de uma cirurgia no joelho, Paulo Henrique Ganso orquestrava as ações ofensivas. Mas a primeira chance de efeito veio em de uma cobrança de falta a um palmo da grande área. Rogério Ceni fez duas grandes defesas.

Aos visitantes, era nítida a falta de entrosamento. Dos titulares, apenas o capitão Rogério Ceni começou a partida – no mais, Richarlyson, Cléber Santana e Jorge Wagner tinham alguma experiência no time principal. E o primeiro tempo terminou com tímidas oportunidades criadas.

“Pensamos em organizar aqui atrás. Fora de casa é assim. Mas agora é hora de atacar”, disse Jorge Wagner. Do outro lado, Edu Dracena cobrava mais atitude dos seus companheiros. “Precisamos garantir o resultado”, resumiu.

A etapa complementar começou dando sinais de que o jogo seria melhor. Antes dos dois minutos, Rogério Ceni cobrou falta perigosa, mas Rafael defendeu. E quando o São Paulo tentava pressionar, sofreu com um erro do seu próprio jogador – e não foi nenhum dos bons estreantes Samuel e Casemiro. Marquinhos cruzou na área e Renato Silva mandou contra o próprio gol.

A partir daí, o Santos se recuou de vez. Chamou o São Paulo para o seu campo, mas os visitantes não souberam aproveitar. Hernanes e Marlos entraram e não conseguiram mudar o rumo do jogo. Washington ainda teve tempo para acertar a trave. Mas a vitória foi santista.

Ficha Técnica

Santos 1 x 0 São Paulo

Santos – Rafael; Maranhão, Edu Dracena, Durval e Alex Sandro; Rodriguinho, Danilo, Marquinhos (Breitner) e Paulo Henrique Ganso; Neymar (Zé Eduardo) e Marcel. Técnico: Dorival Júnior.

São Paulo – Rogério Ceni; Renato Silva, Xandão e Samuel; Diogo, Casemiro, Richarlyson, Cléber Santana (Hernanes) e Jorge Wagner (Washington); Marcelinho Paraíba (Marlos) e Fernandinho. Técnico: Ricardo Gomes.

Gol – Renato Silva (contra), aos 14 minutos do segundo tempo.

Árbitro – Luiz Flávio de Oliveira.

Cartões Amarelos – Maranhão, Rodriguinho e Diogo.

Renda – R$ 255.380,00.

Público – 9.367 pagantes.

Local – Estádio Vila Belmiro, em Santos (SP).