O São Caetano deu um importante passo em direção ao título do Campeonato Paulista. O time do ABC venceu o Santos por 2 a 0, ontem, no Morumbi, no 1.º jogo da final e agora pode até mesmo perder a segunda partida. Ao Santos, resta vencer o jogo do próximo domingo, também no Morumbi, para conseguir o bi paulista. O São Caetano tenta o seu 2.º título do Estadual – o primeiro foi em 2004 -, feito inédito fora do círculo dos quatro grandes de São Paulo.

O Santos começou marcando no campo de defesa do Azulão, que se viu obrigado a apostar nos lançamentos, o que acabou dando certo. Aos oito minutos, Thiago deu chutão para frente, a zaga santista parou pedindo impedimento de Somália e não viu que Luiz Henrique entrou livre na área e bateu firme no canto.

Após sofrer o gol, o Santos foi para o ataque, apostando no talento de Zé Roberto, e o São Caetano recuou, apostando nos contra-ataques.

Se Zé Roberto não teve uma grande tarde, o Santos foi obrigado a apostar em suas outras estrelas. Logo aos 7 do 2.º tempo, Kleber fez boa jogada pela esquerda e cruzou na cabeça de Jonas, que testou firme da linha da pequena área e exigiu grande defesa de Luiz, que pegou a bola sobre a linha.

Com o passar do tempo, o time do Santos foi se desesperando e começou a deixar alguns espaços na defesa.

O que já estava ruim ficou pior. Em um lance tolo, após cortar parcialmente um cruzamento, Fábio Costa tentou afastar a bola e acabou chutando Marcelinho na área. O árbitro Paulo César marcou o pênalti e deu cartão amarelo ao goleiro. O artilheiro Somália cobrou a infração e fez o seu 13.º gol no Paulistão.

O segundo gol do São Caetano desestruturou o time do Santos, que foi ao ataque em busca de pelo menos diminuir o prejuízo para o 2.º jogo da final – precisaria de uma vitória simples para ser campeão.

Antes de pensar na final do Paulista, o Santos volta suas atenções para a Libertadores, onde enfrentará o Caracas, na Venezuela, na 4.ª – feira.