O São Caetano conseguiu evitar o rebaixamento antecipado para a Série C do Campeonato Brasileiro. Na noite deste sábado, o time paulista esteve atrás do placar por duas vezes, mas conseguiu derrotar o Joinville, por 3 a 2, no Estádio Anacleto Campanella, no ABC paulista, no encerramento da 36.ª rodada da Série B.

Mesmo com o bom resultado, o São Caetano segue com situação delicada. O time é o penúltimo colocado, com 35 pontos, e precisa de uma grande combinação de resultados para evitar o rebaixamento. Os paulistas dão sequência no calvário da Série B contra América-RN, no próximo sábado, às 21 horas, novamente no Anacleto Campanella e se despedem contra o rebaixado ASA, no próximo dia 30 às 16h20, fora de casa.

Os catarinenses, com esta derrota, deram adeus às chances de acesso. O Joinville caiu para o oitavo lugar, com 53 pontos. Na sexta-feira, a equipe encara o América-MG na Arena, às 21h50, e encerra a participação contra o Ceará, no dia 30 às 16h20.

O Joinville começou em cima do adversário. Na segunda chegada saiu o gol. Após finalização de fora da área, o atacante Francis apareceu no meio do caminho para dar um leve desvio e marcar, aos 8 minutos.

O time catarinense não teve tempo para comemorar. Isto porque no lance seguinte veio o empate do São Caetano. Anselmo arrancou no meio-campo, tabelou com Giancarlo e finalizou com categoria, na saída do goleiro Oliveira.

Com o empate, o São Caetano passou a pressionar. Jogando com velocidade e bem organizado, foi melhor durante o restante da primeira etapa. Giancarlo e Pimentinha bem que tentaram, mas acabaram errando o alvo e desperdiçaram boas oportunidades.

A segunda etapa foi quente desde o início. Logo aos 5 minutos, o árbitro Pablo dos Santos Alves marcou pênalti de Wágner em cima de Francis, mas depois voltou atrás e assinalou a falta fora da área. Na cobrança, após bate-rebate, Sandro finalizou, mas Luiz Eduardo tirou em cima da linha, evitando o gol.

Na segunda boa chegada veio o gol catarinense, Eduardo levantou para área, o goleiro Rafael Santos não pegou nada e a bola sobrou para Edigar Junio apenas empurrar para o gol aos 13 minutos.

A história da primeira etapa se repetiu depois do intervalo. No lance seguinte, o São Caetano conseguiu o empate. Danilo Bueno tabelou na entrada da área e foi derrubado pelo goleiro Oliveira. Pênalti. Na cobrança, Giancarlo bateu bem e deixou tudo igual aos 15 minutos.

Os donos da casa seguiam melhores na partida e conseguiram a virada. Após boa trama pelo lado esquerdo, Pimentinha cruzou rasteiro e Giancarlo apareceu bem para mandar para o gol aos 30 minutos. No final da partida, o Joinville tentou pressionar em busca do empate, mas mostrou nervosismo e não levou perigo a Rafael Santos.

FICHA TÉCNICA:

SÃO CAETANO 3 X 2 JOINVILLE

SÃO CAETANO – Rafael Santos; Samuel Xavier, Luiz Eduardo, Wágner e Fernandinho (Renan Luis); Fabinho, Anselmo, Éder e Danilo Bueno (Bruno Veiga); Pimentinha e Giancarlo (Leandro Carvalho). Técnico – Pintado.

JOINVILLE – Oliveira; Eduardo, Sandro, Rafael e Thiago Feltri; Augusto Recife, Marcelo Costa, Diogo Oliveira (Kim) e Wellington Bruno (Ligüera); Francis e Edigar Junio (Matheus Carvalho). Técnico – Sérgio Ramirez.

GOLS – Francis, aos 8, e Anselmo, aos 9 minutos do primeiro tempo. Edigar Junio, aos 13, e Giancarlo, aos 15 e 29 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO – Pablo dos Santos Alves (ES).

CARTÕES AMARELOS – Luiz Eduardo, Wagner, Renan Luís, Fabinho e Bruno Veiga (São Caetano). Oliveira, Eduardo, Augusto Recife e Marcelo Costa (Joinville).

RENDA – R$ 1.585,00.

PÚBLICO – 191 pagantes.

LOCAL – Estádio Anacleto Campanella, em São Caetano do Sul (SP).