O São Paulo fez a sua parte no Estádio do Morumbi, neste domingo, e venceu o Mogi Mirim por 3 a 0, com gols de Rogério Ceni, Cléber Santana e Hernanes. Assim, o time manteve a terceira colocação na tabela e aumentou suas chances de classificação às semifinais do Campeonato Paulista.

Com o resultado, que repetiu o placar conquistado pela Libertadores, na vitória por 3 a 0 sobre o Nacional, na última quinta-feira, o time de Ricardo Gomes chegou a 30 pontos e pode terminar a rodada com cinco pontos de vantagem sobre o quinto colocado – o Botafogo de Ribeirão Preto ainda joga neste domingo contra o lanterna Paulista -, faltando quatro rodadas para o final da primeira fase.

Já o Mogi Mirim, que estava invicto sob o comando do técnico José Carlos Serrão – três vitórias e um empate -, ficou com 18 pontos, no meio da tabela, mas ainda sonhando com uma vaga na disputa do Título do Interior.

Pela próxima rodada do Paulistão, na quarta-feira, às 21h50, o São Paulo encara o Bragantino, no Estádio Nabi Abi Chedi, em Bragança Paulista. Na quinta, o Mogi Mirim pega o Prudente, no Estádio Eduardo José Farah, em Presidente Prudente.

SONOLENTO – Com o jogo ainda em ritmo sonolento, o primeiro gol só poderia sair de uma jogada iniciada com a bola parada. Após cruzamento de Júnior César da esquerda, Washington caiu na área na disputa com Luizão e o árbitro Wilson Luiz Seneme marcou o pênalti. Rogério Ceni bateu com categoria e fez 1 a 0 para o São Paulo, aos 13 minutos.

O Mogi Mirim entrou em campo com alguns desfalques. Seis jogadores, entre titulares e reservas, não puderam atuar, vítimas de diarreia. Até por isto, o time também se preocupou mais com a defesa do que com o ataque. Chegada boa mesmo aconteceu apenas uma vez, quando Raí chutou de longe. Rogério espalmou para o meio da área e o zagueiro Thiago Couto, na sobra, bateu em cima de Alex Silva.

O segundo gol do São Paulo, já nos minutos finais do primeiro tempo, aconteceu em uma jogada irregular. Cléber Santana lançou Fernandinho, impedido na área do Mogi, mas ele mesmo acabou aproveitando o lance, correndo mais que o atacante para tocar na saída do goleiro Alex Alves.

Ainda antes do intervalo, Cléber Santana, que marcou seu primeiro gol pelo São Paulo, esteve perto de fazer o seu segundo, após batida forte de longe, mas a bola explodiu na trave direita de Alex Alves.

No segundo tempo, o São Paulo encontrou mais espaço em campo, uma vez que o Mogi teve de sair para o jogo. Mesmo assim, o time são-paulino não chegou a pressionar, apenas se mantendo no ataque mais para evitar passar por algum sufoco do que para tentar um placar mais elástico.

Com a entrada de Marlos, o São Paulo ainda ganhou um gás extra, o suficiente para fazer o terceiro gol, já nos descontos. Ele fez toda a jogada, ganhou dos zagueiros na disputa e rolou para Hernanes, que se livrou do último marcador e bateu no canto para dar números finais ao jogo.

Ficha técnica:

São Paulo 3 x 0 Mogi Mirim

São Paulo – Rogério Ceni; Cicinho, Alex Silva, Miranda e Júnior César; Rodrigo Souto, Cléber Santana, Hernanes e Léo Lima (Jorge Wágner); Fernandinho (Marcelinho Paraíba) e Washington (Marlos). Técnico: Ricardo Gomes.

Mogi Mirim – Alex Alves; Audálio, Thiago Couto, Luizão e Niel (Paulo Henrique); Ricardo Oliveira, Baraka, William Favone (Zulu), Luis Mário (Marcelo) e Raí; Geovane. Técnico: José Carlos Serrão.

Gols – Rogério Ceni (de pênalti), aos 13, e Cléber Santana, aos 41 minutos do primeiro tempo; Hernanes, aos 47 minutos do segundo tempo.

Cartões amarelos – Cléber Santana e Léo Lima (São Paulo); Thiago Couto, Luizão e Geovane (Mogi Mirim).

Árbitro – Wilson Luiz Seneme.

Renda – R$ 232.898,50.

Público – 9.763 pagantes (9.797 no total).

Local – Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP).