Depois de vencer o Atlético Paranaense e alcançar o objetivo de terminar o primeiro turno com uma boa folga na liderança do Brasileirão, os jogadores do São Paulo devem ser recompensados com um descanso durante a semana. Muitos nem viajarão para Florianópolis, na estréia do time na Copa Sul-Americana, quarta-feira contra o Figueirense. Palavra do técnico Muricy Ramalho.

"Quarta-feira é a hora de dar uma parada. Os jogadores vêm de várias semanas desgastantes, com muitas viagens. E a gente observa os sinais. Acaba o jogo um bota gelo no tornozelo, o outro bota gelo no joelho?, disse o treinador. ?Nossa comissão técnica é experiente e sabe bem cuidar dos jogadores. Até porque se for perguntar para eles, ninguém quer sair. Mas existe um limite físico, que tem de ser respeitado", acrescentou Muricy, que fez mistérios sobre quais atletas serão poupados.

O certo é que além de descansar os que estão jogando, a Sul-Americana deve servir para dar ritmo de jogo para os que não vêm tendo muita oportunidade. Neste grupo estão o lateral-direito Maurinho e o volante Fernando. Maurinho voltou a treinar com bola há poucos meses, depois de ficar mais de um ano parado. O jogador disputou somente jogos treinos no CT, além de um amistoso contra o Bayern de Munique, disputado em Hong Kong. Com a contusão de Reasco e a negociação de Ilsinho, a importância de sua recuperação passa a ser imediata.

Já o volante Fernando, acertou na semana passada seu contrato com o São Paulo por dois anos e meio. O jogador vinha treinando com o grupo há quase dois meses, depois de se recuperar, no Reffis, de uma cirurgia no joelho.

Além dos dois, Rafinha, Jadílson, Júnior e Edcarlos também devem ganhar uma oportunidade em Florianópolis. "Mas não gosto da palavra chance. Aqui não tem essa de dar chance porque a gente é bonzinho. Aqui a coisa é profissional. Vai para campo quem tiver que ir para campo. Até porque temos uma partida muito difícil no próximo domingo, em Goiânia. É uma viagem longa, num campo duro. Não é fácil", considerou.

Para este jogo contra o Goiás, aliás, Muricy não poderá contar com o meio-campista Richarlyson e com o atacante Borges, que levaram o terceiro cartão amarelo contra o Atlético Paranaense. Já o volante Josué, que sábado afirmou que deve ficar no São Paulo até o fim do ano, interessa agora ao Wolfsburg, da Alemanha. Segundo o jornal Bild, o time está precisando urgente de um volante e o nome de Josué foi bastante elogiado por Marcelinho Paraíba, ex-São Paulo.

A intenção é levá-lo antes do fechamento da janela de transferência, dia 31 de agosto. O procurador do jogador, Omar Vasconcelos, garantiu que ainda não foi procurado. Vasconcelos deve chegar amanhã a São Paulo para se reunir com dirigentes.