O São Paulo fechou na noite desta terça-feira a contratação definitiva do zagueiro Maicon. Nesta quarta contra o Fluminense, às 21h45, no estádio do Morumbi, na capital paulista, pela 12.ª rodada do Campeonato Brasileiro, o jogador entra em campo com a permanência no clube e a participação na semifinal na Copa Libertadores contra o Atlético Nacional, da Colômbia, assegurada.

A diretoria fechou a compra dos direitos econômicos do defensor, que pertencia ao Porto, de Portugal, por R$ 20 milhões, mais a cessão de 50% dos direitos econômicos do zagueiro Lucão e do lateral-direito Inácio, ambos revelados nas categorias de base do clube.

O contrato de empréstimo de Maicon iria até esta quinta-feira, prazo que deixaria o jogador fora da semifinal da Libertadores. Pela importância dele para o elenco, o clube enviou para Portugal na última sexta o diretor executivo de futebol, Gustavo Oliveira, para negociar com o Porto.

O São Paulo trabalhou desde então para reduzir a exigência dos portugueses de R$ 38 milhões pelo jogador. O acordo costurado na noite desta terça-feira ainda precisa de detalhes ajustados com os outros dois jogadores envolvidos na transferência para ser sacramentada.

Garantir a permanência do zagueiro, que em quatro meses se tornou ídolo da torcida, era prioridade da diretoria, principalmente para garantir Maicon no time que já na próxima quarta-feira inicia a disputa por vaga na final da Libertadores contra o Atlético Nacional.

O jogo contra o Fluminense será o último no Morumbi antes do confronto e serve para o São Paulo reagir após três rodadas sem vitória. “Agora, tudo gira em torno da Libertadores, mas não podemos esquecer que o Brasileiro é um campeonato importante. Temos que voltar a somar pontos em casa”, disse nesta terça-feira o lateral-esquerdo Carlinhos, novidade na escalação. O jogador está recuperado de lesões e desde março não joga como titular.

A partida marca a estreia de outro reforço. O meia peruano Christian Cueva, ex-Toluca (México), veio por R$ 8,8 milhões e será titular na vaga de Paulo Henrique Ganso, poupado. O novato terá a companhia no setor ofensivo de Alan Kardec. Com o argentino Calleri suspenso, o atacante ganha nova chance. Rodrigo Caio volta à zaga para substituir o uruguaio Lugano, expulso no clássico do último domingo contra o Santos.