O São Paulo deve ter um jogador chinês no elenco em breve. O clube do Morumbi negocia com o Shandong Luneng, treinado por Cuca, a vinda de um volante do time para um período de experiência no Brasil. Os dois clubes inauguraram nesta terça-feira um projeto de parceria nas categorias de base e o São Paulo vê no acordo uma possibilidade de se internacionalizar no mercado asiático.

“Os chineses já estão querendo trazer um volante para ser testado no São Paulo. É um jogador profissional, disputa o Campeonato Chinês e tem 21 anos”, disse o diretor de relações internacionais do clube, Gabriel Aidar. Os dirigentes do Shandong Luneng não quiseram dar detalhes da negociação por considerarem que as conversas ainda estão em estágio inicial.

Nesta terça-feira o São Paulo e o Shandong Luneng inauguraram em Porto Feliz, no interior de São Paulo, um centro de treinamento para as categorias de base. O projeto funciona nas instalações que eram do Desportivo Brasil. O local foi usado pela seleção de Honduras como centro de treinamento para a Copa do Mundo.

O local tem cinco campos de futebol, alojamento para 190 atletas, além de piscina e sala de musculação. O centro deve receber jovens de 13 a 17 anos brasileiros e chineses, que terão como técnicos profissionais do São Paulo. É o primeiro local de treinos do futebol chinês a ser montado no exterior e o objetivo do Shandong é descobrir talentos para o clube e também para a seleção do país.

Segundo Aidar, o acordo faz parte do projeto do São Paulo em procurar parceiros internacionais. “Já trouxemos o Kaká em um acordo com o Orlando City, temos uma escola e Macau e agora, temos esse vínculo com a China. Agora estamos à procura de estabelecer alguma relação na Europa”, explicou.