Mesmo não sendo postulante ao título do Campeonato Brasileiro, o São Paulo entra em campo neste domingo contra o Atlético Paranaense, às 17 horas, no estádio Durival de Britto, em Curitiba, como uma das estrelas da 33.ª rodada. Invicto há 10 jogos na temporada, o time tricolor pode decidir a competição: se não for derrotado e o Cruzeiro vencer o Grêmio, em Belo Horizonte, a equipe mineira confirma o título com cinco rodadas de antecedência.

A partida também deve servir para indicar as opções do time para o restante da temporada. Em franca recuperação, o São Paulo, atualmente em oitavo lugar com 46 pontos, está a sete do G4 e ainda luta para garantir a classificação para a Copa Libertadores do ano que vem pelo Campeonato Brasileiro – caso o Atlético Paranaense vença a Copa do Brasil, abre uma vaga que hoje seria do Goiás, o quinto colocado com 52. Se perder, o time pode passar a se dedicar só à Copa Sul-Americana.

Em má fase, Luis Fabiano mais uma vez fica fora da partida. O técnico Muricy Ramalho decidiu tirar o atacante para que ele possa treinar e se condicionar melhor para a sequência da temporada. Ademilson deve fazer dupla com Aloísio. O restante dos titulares permanece. “A recuperação entre um jogo e outro tem sido boa, porque os atletas têm dado essa resposta positiva”, explicou o comandante.

Quem pode ficar de fora é o meia Jadson, que voltou da Colômbia, após a partida contra o Atlético Nacional, pela Sul-Americana, com dores na coxa esquerda. De qualquer maneira, ele deveria ficar no banco de reservas, já que Paulo Henrique Ganso é o titular.

Recuperado das dores no tornozelo direito, o zagueiro Rafael Toloi foi liberado pelos médicos e voltou a treinar na última sexta-feira, quando trabalhou normalmente ao lado dos companheiros no CT da Barra Funda. Assim, passa a ser mais uma opção para o técnico Muricy Ramalho montar o time do São Paulo.