O empate com o Santos no último domingo pode não ter sido bom como resultado, mas pela primeira vez no ano o São Paulo foi consistente e deixou boa impressão. Nesta quarta-feira, às 22 horas, contra o XV de Piracicaba, no estádio Barão de Serra Negra, em Piracicaba (SP), pela 11.ª rodada do Campeonato Paulista, tenta transformar a superioridade em gols e voltar a vencer após quatro partidas.

Além de reencontrar a vitória, bater o rival no Barão de Serra Negra significará o primeiro triunfo fora do Morumbi – até aqui são três derrotas e um empate – e também colocaria o time tricolor com os mesmos 18 pontos do Penapolense na liderança da chave (a equipe do interior fica à frente por ter mais vitórias).

Satisfeitos com o desempenho coletivo, os jogadores utilizam o espírito da partida do fim de semana como parâmetro a ser adotado daqui para frente. “Se mantivermos a mesma pegada e o mesmo ritmo que apresentamos contra o Santos, a vitória certamente será nossa”, acredita o volante Souza.

O técnico Muricy Ramalho apostará na manutenção de praticamente o mesmo time do clássico; a única diferença deve ser a entrada de Luis Ricardo no lugar de Paulo Miranda na lateral direita. Com isso, Paulo Henrique Ganso segue fora da equipe e o colombiano Pabon será o responsável por armar as jogadas e encostar nos atacantes para finalizar. “Gostei dessa função porque me senti bem. Já fiz isso em outros clubes, atuei em diversas posições e sempre agradei onde me colocaram”, ponderou o jogador.

O jogo também tem gosto especial para Muricy Ramalho, que completará 400 partidas à frente do clube tricolor. “Minha ideia é ficar aqui até o final do meu contrato, que tem mais dois anos, e quem sabe encerrar a minha carreira”.