São Paulo – O Schalke conseguiu fugir da zebra, que deu as caras ontem nos jogos de volta pelas oitavas-de-final da Copa da Uefa. A equipe alemã confirmou seu favoritismo e eliminou o Palermo com uma vitória em casa por 3 a 0, depois de ter perdido na Itália por 1 a 0.

Mesmo com um homem a mais desde a expulsão de Corini, aos 42 minutos do primeiro tempo, o Schalke teve trabalho para vencer. O time alemão só abriu o placar aos 44, com Kobiaschwili. Na etapa final, aos 27, Larsen fez o gol da classificação. No final, aos 35, Azaouagh ainda fez o terceiro e tranqüilizou a torcida alemã.

As grandes decepções foram o Olympique Marselha, que ficou no 1 a 1 com o Zenit São Petesburgo, na Rússia, e foi eliminado – no jogo de ida, em Marselha, os russos surpreenderam e venceram por 1 a 0 – e o Betis, surpreendido em casa pelo Steaua Bucareste. Após um empate por 0 a 0 no jogo de ida, na Romênia, os visitantes venceram na Espanha por 3 a 0 e garantiram a vaga.

A Udinese, que chegou a disputar a fase de grupos da Liga dos Campeões, também não se deu bem e foi eliminada ao perder para o Levski Sofia por 2 a 1, na Bulgária. No jogo de ida, o time italiano não passou de um empate sem gols em casa.

O Basel também mostrou competência e eliminou o Strasbourg ao empatar na França por 2 a 2. Os dois gols suíços no empate desta quinta foram marcados pelo brasileiro Da Silva, ex-atacante do Olaria-RJ. A equipe garantiu a vaga porque tinha vencido o jogo de ida por 2 a 0, em casa.

O sorteio dos confrontos das quartas-de-final acontece hoje.