Valência – Depois de ter sido escolhido pela Williams para ser titular, ao lado de Mark Webber, o piloto alemão Nick Heidfeld recebeu elogios explícitos de Michael Schumacher, sete vezes campeão do mundo de Fórmula 1: "Nick aguardava uma chance dessas há tempos e finalmente a recebeu. Agora me resta dizer que o considero sério concorrente ao título."

Ao menos nos treinos de Valência, de segunda-feira até sexta, o alemão que venceu a disputa com Antônio Pizzonia foi sempre mais veloz que Webber, o companheiro australiano. Schumacher comentou: "Nick será, com certeza, um dos pilotos mais motivados no grid."

Ontem, por exemplo, como já havia ocorrido antes, Heidfeld estabeleceu o quarto tempo do dia, 1m10s748 (90 voltas) com a nova Williams FW27, enquanto Webber fez 1m11s049 (89), também com FW27. O mais veloz foi Michael Schumacher, 1m10s209 (121).

O piloto da Ferrari treinou com o modelo do ano passado, F2004, e sua preocupação se limitou a testar os novos pneus Bridgestone. Vale lembrar que, este ano, o regulamento determina que os pilotos disputem a sessão de classificação para o grid e a corrida com apenas um jogo de pneus.

Dentre os que trabalharam com modelos novos o mais rápido foi Jenson Button, com a BAR-Honda 007, tempo de 1m10s599 (120). Rubens Barrichello usou a Ferrari F2004M, a que ele e Schumacher vão utilizar nas provas da Austrália, Malásia, Bahrein e San Marino. A Ferrari F2005 só estréia, em princípio, no GP da Espanha, dia 8 de maio.

Rubinho registrou 1m10s601 (100). Seja com Schumacher ou Rubinho, a Ferrari F2004M não se mostrou, ao menos nos treinos de Valência, tão veloz como a nova Renault e BAR. Mas ano passado a história também começou assim e depois do último teste de pneus, no fim de fevereiro, a Ferrari F2004 passou a ser muito mais eficiente que seus adversários.