O ex-piloto alemão Michael Schumacher completa nos próximos dias a fase de testes em pista e nas estradas da Ferrari California, o novo modelo 8 cilindros da empresa italiana, que será apresentado oficialmente durante o Salão Internacional do Automóvel de Paris, no próximo dia 2 de outubro.

Segundo a Ferrari, o heptacampeão do mundo de Fórmula 1 está envolvido no desenvolvimento do mais novo modelo da marca desde o princípio do projeto e tem contribuído com a equipe de engenheiros, técnicos e mecânicos para ajustar o carro, concentrando-se em especial na otimização do desempenho.

“Devo dizer que, assim como havia ocorrido com a 430 Scuderia, também com a Ferrari Califórnia me fascinou e me divertiu participar do projeto desde sua criação”, comentou Schumacher ao final de uma sessão de testes no circuito de Fiorano.

“Os dois carros, apesar de diferentes, oferecem um prazer de dirigir único, graças ao caráter tipicamente esportivo que os distinguem de todos os carros produzidos em Maranello. Certamente, a 430 Scuderia nasce como um carro mais extremo e orientado ao máximo desempenho, mas a Ferrari California, com vocação marcante grã-turismo e em conforto a bordo, surpreende pelas características esportivas e o prazer na pilotagem, que é capaz de assegurar em todas as condições de utilização”, continuou Schumacher.

Justamente sobre as diferenças entre os dois modelos 8 cilindros, Schumacher comentou: “Foram concebidos para responder às diferentes exigências. A 430 Scuderia é dedicada a quem quer o essencial de uma Ferrari. A Ferrari Califórnia foi pensada para ser utilizada no quotidiano ou para passar o fim de semana fora, mas, ao mesmo tempo, garante as emoções que apenas uma Ferrari pode dar”.