Sakhir, Bahrain – Nova corrida, resultado igual. Na primeira vez em que uma prova de Fórmula 1 foi realizada no Oriente Médio, Michael Schumacher venceu praticamente de ponta a ponta o Grande de Prêmio do Bahrein.

Segundo no grid de largada, Rubens Barrichello manteve a posição na prova e completou o domínio da Ferrari na corrida. O inglês Jenson Button foi o terceiro, chegando ao pódio pela segunda vez consecutiva. Jarno Trulli foi o quarto, à frente de Takuma Sato, Fernando Alonso, Ralf Schumacher e Mark Webber.

Os outros brasileiros não conseguiram pontuar. Cristiano da Matta terminou em décimo. Felipe Massa foi o 12.º colocado.

Schumacher ganhou as três corridas da temporada 2004 e segue firme rumo ao heptacampeonato, com 30 pontos. Barrichello é o vice-líder, com 21.

O domínio do alemão na temporada é total. Além de três vitórias. o hexacampeão mundial marcou as três pole-positions no ano e liderou 165 das 171 voltas (96,5% do total). Ontem, Schumacher só não esteve na frente quando precisou ir aos boxes para fazer os pit-stops.

Na largada, Schumacher manteve a ponta, apesar de ter “fritado” os pneus na primeira curva. Barrichello sustentou a segunda posição e teve que frear para não bater no companheiro de equipe. A partir daí, o alemão “passeou”, ampliando a vantagem sobre os adversários.

Se a Ferrari teve uma corrida sem problemas, o mesmo não ocorreu com McLaren e Williams. Após largar em último, pela troca de motor para os treinos de sábado, Kimi Raikkonen somente conseguiu dar sete voltas, com o terceiro motor estourado em três corridas. E David Coulthard também não completou, abandonando na 50.ª volta.

Na Williams, Ralf Schumacher teve a corrida comprometida ao se chocar com Takuma Sato na sétima volta, rodar e sair da pista. Ainda assim conseguiu marcar dois pontos, chegando em sétimo.

Pior sorte teve Juan Pablo Montoya. O colombiano ocupava a terceira colocação até oito voltas para o fim, quando viu o carro perder rendimento. Montoya foi ultrapassado sucessivamente e acabou em 13.º. A próxima corrida será o GP de San Marino, em Imola, no dia 25 de abril.