O ministro de Defesa britânico, Philip Hammond, afirmou nesta semana que o Reino Unido contará com mísseis no aparato de segurança utilizado nos Jogos Olímpicos de Londres, que será realizado no ano que vem.

Em discurso no Parlamento, Hammond afirmou que serão tomadas “todas as medidas necessárias” para garantir a segurança durante a competição. O dirigente disse que se o exército recomendar, até mísseis terra-ar podem ser utilizados.

A revelação coincide com informações publicadas pelo tablóide The Guardian, que afirma que os Estados Unidos devem enviar mil agentes, incluindo 500 integrantes do FBI, para proteger a delegação americana em Londres.

Segundo o jornal, as autoridades dos EUA demonstraram repetidas vezes preocupação pela segurança durante os jogos, principalmente devido ao relaxamento das medidas antiterroristas por parte do Reino Unido.

Um porta-voz do Ministério do Interior britânico afirmou que o Comitê Olímpico Internacional (COI) tem plena confiança no que está realizando e o governo está comprometido em realizar uma Olimpíada segura.

O Reino Unido está negociando com a organização dos jogos para que cinco mil militares ajudem no patrulhamento das sedes olímpicas, investimento que pode custar 329 milhões de euros.