A seleção brasileira estreia no próximo domingo na Copa América, em jogo contra a Venezuela, em La Plata, na Argentina. E, mesmo diante de um adversário sem grande tradição, os jogadores do Brasil projetam um início de competição nervoso e complicado.

“Estreia é sempre nervosa”, avisou o zagueiro Thiago Silva, um dos titulares da seleção do técnico Mano Menezes. “A Venezuela é uma equipe muito forte. Não tem um atacante em grande fase, mas tem um conjunto bom”, exagerou o jogador, que defende atualmente o Milan.

Para Sandro, um dos reservas do Brasil, a seleção venezuelana vem mostrando evolução. “A Venezuela vem crescendo a cada ano. Temos que estar preparados, ainda mais porque é uma estreia”, disse o volante do Tottenham, reforçando a pressão sobre o time brasileiro. “Estreia sempre é complicado. Tem uma cobrança muito grande, mas a gente está preparado. Tem que ter uma estreia boa para poder crescer durante o campeonato.”

 

Experiente, o atacante Fred reconheceu nesta terça-feira, durante entrevista coletiva no hotel da seleção, que fica localizado a cerca de 60 quilômetros de Buenos Aires, a importância da Copa América. Segundo ele, é fundamental fazer uma boa campanha na competição “para não criar nenhum tipo de desconfiança no torcedor” nessa caminhada do Brasil até a disputa do Mundial de 2014.