Mais uma vez grande favorito a ficar com o ouro no basquete masculino nos Jogos Olímpicos deste ano, no Rio, os Estados Unidos anunciaram nesta segunda-feira o calendário de preparação da equipe para o evento. Antes da estreia no Brasil, no dia 6 de agosto, o país realizará uma série de cinco amistosos.

O primeiro deles já havia sido anunciado, uma vez que há duas semanas a Confederação Argentina de Basquete revelou que enfrentaria os Estados Unidos no dia 22 de julho, em Las Vegas. A cidade, aliás, será a primeira parada da preparação norte-americana, entre os dias 18 e 22 de julho.

De lá, a seleção viaja para Los Angeles, onde pega a China em amistoso que acontecerá no dia 24. Dois dias, depois, embarca para Oakland para uma rápida passagem, já que no próprio dia 26 duela mais uma vez com a seleção chinesa.

No dia 27, os Estados Unidos chegam a Chicago para dois dias de treinos antes do quarto amistoso, desta vez diante da Venezuela. No dia 30, a seleção parte para seu último destino antes do Brasil, Houston, onde treina novamente por dois dias antes do amistoso final contra a Nigéria, dia 1.º de agosto.

“Nós vamos enfrentar alguns times internacionais experientes e excelentes, o que será importante em nossa preparação”, declarou o técnico da seleção, Mike Krzyzewski. “Jogar cinco jogos de exibição nos Estados Unidos, diante de nossa torcida, será memorável para nossos jogadores e torcedores, e nós estamos ansiosos para representar os Estados Unidos da melhor maneira que pudermos.”

Com a preparação finalizada, a seleção norte-americana embarca para o Rio, onde tenta confirmar o favoritismo e faturar sua 22.ª medalha de ouro no basquete masculino em Jogos Olímpicos. Os Estados Unidos estão no Grupo A e estreiam no dia 6 de agosto contra a China.

Krzyzewski convocou 31 nomes em uma lista prévia para a Olimpíada, dos quais 12 serão de fato inscritos nos Jogos. O ala/pivô Anthony Davis, lesionado, e o armador Chris Paul, por opção, já anunciaram que não vêm ao Brasil. Mesmo assim, o país conta com astros como LeBron James, Stephen Curry, Kevin Durant, Carmelo Anthony, Kawhi Leonard, entre outros.