Quadri, experiência.

Passada a Volta do Litoral, e a segunda-feira de folga, a seleção brasileira de ciclismo pista iniciou ontem a fase final de treinamento, visando as principais competições da temporada internacional, quando o Brasil começa a lutar para enviar um time completo para os Jogos Olímpicos de Atenas, no próximo ano.

Reunidos no Velódromo do Jardim Botânico, em Curitiba, dez dos treze atletas que integravam a equipe, permanecerão em atividade dez que ficarão sob a orientação dos treinadores Adir Romeo e Iverson Ladewig até o próximo dia 31, quando os treinadores deverão efetuar dois cortes, fechando a equipe que vai ao Mundial B, que será disputado na Suíça, em julho.

Segundo Ladewig, a fase final de treinamento, será dedicada a treinos específicos para as provas de perseguição por equipes, por pontos (são 30km, com chegadas a cada seis voltas, vencendo aquele que alcançar o maior número de pontos), americana (duplas um larga em cada lado da pista e completam os 40km, uma chegada a cada vinte voltas) keirin e critério por eliminação.

Recomeçaram os treinos ontem Hernandes Quadri Júnior, Marcos Novello, André Pullini, Armando Camargo, Nilton das Virgens, Breno Sidotti, Emerson Silva, Robson da Silva e Franklin Gomes. Já os ciclistas Renato Ruiz, Jair Damásio e Daison Mendes, desistiram dos treinos com a seleção, enquanto Soelito Gohr, que sofreu um acidente na terceira etapa da Volta do Litoral, sábado, no trevo de entrada em Garuva (SC), deve retomar seu posto na equipe amanhã. “Ele foi dispensado para que se recuperasse”, confirmou Adir Romeo.