A seleção brasileira deve sofrer com a falta de ritmo no amistoso contra a Estônia, no dia 12 de agosto, em Tallin. O técnico Dunga admitiu que, pelo fato de os jogadores estarem em início de temporada, o aspecto físico pode pesar.

“Na Copa das Confederações os jogadores estavam tecnicamente no máximo. Agora, depois das férias, existe uma maior dificuldade para entrar em forma, porque eles não tem a mesma coordenação para os treinos com bola”, disse o técnico.

Para Dunga, o amistoso contra os europeus será importante para que a equipe volte a se reunir e a trabalhar junta. “Em setembro teremos o jogo das Eliminatórias. É preciso pegar de novo o clima de seleção”, disse.

O Brasil enfrenta a Argentina no dia 5 de setembro, em Rosário. Líder das Eliminatórias, a equipe comandada por Dunga está muito perto de conquistar uma vaga na Copa do Mundo de 2010; os rivais, por sua vez, enfrentam situação complicada e podem até ficar fora do Mundial.

Na comissão técnica brasileira, o clássico continental é encarado como a chance de praticamente assegurar a vaga na África do Sul. No dia 8 de setembro, em Salvador, a seleção enfrenta o Chile, em Salvador, e pode garantir um lugar no Mundial com dois bons resultados.

“Temos de nos classificar o mais rápido possível, assegurar os pontos para garantir a vaga, que é o mais importante. É preciso manter esse rendimento até a Copa, com os jogadores se conhecendo cada vez mais”, disse o técnico.