A vitória da seleção brasileira sobre o Peru no início da madrugada desta quarta-feira praticamente selou a classificação para a Copa do Mundo de 2018, na Rússia. Com 27 pontos, o Brasil está a apenas um de garantir sua presença no próximo Mundial, segundo projeções do próprio grupo de jogadores. Mas, para um time que emendou seis vitórias seguidas, é preciso mais.

“Na matemática falta um, mas na nossa ambição a gente quer acabar em primeiro. Somos muito ambiciosos”, afirmou o lateral-direito Daniel Alves. “Mas claro que estamos pensando muito na classificação. Nosso principal objetivo é estar no Mundial de 2018.”

O goleiro Alisson, que fez uma grande defesa quando o Brasil vencia por 1 a 0, vê a classificação bem encaminhada. “A gente está perto, com certeza. Estamos num bom caminho, com bom futebol”, pontuou.

Para o meia Renato Augusto, o mais importante é o desempenho, em discurso semelhante ao do técnico Tite. “Eu não penso em número, eu vejo como atuação. O mais importante pra mim não é esse um ponto ou a vitória que possa vir. São as vitórias que a gente já construiu e o nível que a gente está alcançando”, declarou o jogador, que tem sido utilizado em várias funções do meio-campo pelo treinador.

O zagueiro Miranda tem opinião parecida, e elogiou o elenco montada por Tite. “Quando tem jogadores de qualidade e uma comissão técnica competente a gente consegue colher os frutos desse trabalho. Temos uma pontuação significativa para a classificação”, disse o defensor. “A gente projeta jogo a jogo, buscando vitória em todos os jogos, fazendo o nosso melhor. Esperamos classificar o quanto antes.” O defensor também enalteceu o nível das exibições da seleção. “Estamos resgatando o orgulho no nosso torcedor.”