O técnico da seleção brasileira Sub-23, Ricardo Gomes, embarca com a delegação hoje pela manhã rumo ao México, onde disputará a primeira fase da Copa Ouro, com a certeza de que a competição será determinante para formar a base da equipe das eliminatórias para as Olimpíadas de Atenas, em 2004. Apesar de trabalhar com uma relação de cerca de 50 jogadores, o treinador assegurou que sua expectativa é a de que os 18 atletas relacionados tenham um bom desempenho e 80% deste grupo possa ser mantido no torneio pré-olímpico, previsto para janeiro.

A expectativa de Gomes é justificada pela ausência de datas no calendário brasileiro para a disputa de amistosos no segundo semestre, antes das eliminatórias para Atenas. O próprio treinador não escondeu sua descrença na possibilidade de voltar a se reunir com a equipe, por causa do envolvimento dos clubes com o campeonato brasileiro.

Com isso, a Copa Ouro deverá ser seu último contato com o grupo olímpico. E, para começar bem a caminhada rumo ao ouro olímpico, único título que o Brasil ainda não possui, Gomes afirmou que o principal objetivo da seleção não será somente “experimentar e conhecer” jogadores, mas também conquistar a Copa Ouro.

A equipe estréia na Cidade do México, contra os mexicanos no domingo, às 14h (de Brasília) e, no dia 15, enfrenta Honduras (às 23h, de Brasília). Os dois melhores se classificam para a disputa da segunda fase nos Estados Unidos. Para aproveitar ao máximo as características e habilidades dos jogadores brasileiros, a tática para vencer a Copa Ouro será a mais ofensiva possível, de acordo com Gomes. E, na busca pela melhor equipe, o técnico já adiantou a escalação do meia Kaká, do São Paulo, além do meia Diego e o atacante Robinho, ambos dos Santos, entre os titulares. Mas, também avisou que se faltar entrosamento entre os três, não hesitará em escalar somente dois deles no time.

Sobre os adversários, o técnico da seleção olímpica alertou que o Brasil enfrentará dificuldades, principalmente, porque várias equipes estarão na competição com seus melhores jogadores. O México, por exemplo, com quem a seleção brasileira que conquistou o título de pentacampeã Mundial empatou por 0 a 0, atuará com seu time principal.

Os 18 jogadores relacionados por Gomes para a disputa da Copa Ouro foram os goleiros Alexandre Negri (Ponte Preta) e Gomes (Cruzeiro); os laterais, Maicon (Cruzeiro), Coelho (Corinthians) e Adriano (Coritiba); os zagueiros Alex (Santos), André Bahia (Flamengo) e Luisão (Cruzeiro); os meias Thiago Motta (Barcelona), Paulo Almeida (Santos), Carlos Alberto (Fluminense), Diego (Santos) Júlio Baptista (São Paulo) e Kaká (São Paulo); além dos atacantes Éwerton (Borussia Dortmund), Nadson (Vitória), Nilmar (Internacional) e Robinho (Santos).