A seleção brasileira voltou às atividades nesta sexta-feira, menos de 24 horas depois de vencer os Estados Unidos por 3 a 0, na segunda rodada do Grupo B da Copa das Confederações. No retorno aos treinamentos, a equipe foi dividida em duas.

Os dez jogadores de linha que começaram jogando contra os norte-americanos fizeram um trabalho regenerativo em uma academia de Pretória. O goleiro Júlio César e os 12 atletas que não foram titulares foram ao Super Stadium, onde participaram de um trabalho físico com o preparador físico Paul Paixão.

Depois das atividades físicas, os atletas fizeram um treino recreativo. O zagueiro Juan ficou mais uma vez fora do treinamento com bola – na quarta-feira, ele já havia pedido para não participar, devido a dores musculares.

Juan, que teve problemas com lesões durante a última temporada europeia, e reclamou do desgaste físico após a vitória por 4 a 3 sobre o Egito, na estreia da seleção na Copa das Confederações. Ele não enfrentou os Estados Unidos – foi substituído por Miranda.

A seleção brasileira volta a campo no domingo, às 15h30, para enfrentar a Itália. A equipe precisa de um empate para garantir o primeiro lugar do Grupo B do torneio.