Nesta quarta-feira no Morumbi a Seleção Brasileira não disputa apenas mais uma partida das Eliminatórias de 2010 contra o Uruguai. Trata-se de um jogo especial e de muitas vertentes. Marca o reencontro de Kaká, agora o melhor do mundo, com a sua gente. É a volta da Seleção a São Paulo depois de três anos. Será uma nova tentativa de vencer o Uruguai, que desde 1999 o Brasil não derrota. E ainda há o medo de o time nacional receber vaias dos paulistas. O jogo começa às 21h45 com casa cheia – público de 60 mil pessoas.

Em terceiro lugar nas Eliminatórias Sul-Americanas, atrás de Argentina (9 pontos) e Paraguai (7), o Brasil (5) tem de vencer os uruguaios para permanecer entre os quatro melhores – são quatro as vagas do continente no Mundial de 2010. A vitória deixaria a Seleção em posição confortável no último jogo do ano. Após o confronto de hoje, o time de Dunga só disputará partida de Eliminatórias em junho de 2008 – contra o Paraguai, dia 15 de junho, e Argentina, dia 18.

Tem mais um detalhe: o jogo marca a estréia da nova camisa da patrocinadora Nike. O modelo é inspirado na camisa usada em 1958 quando o Brasil conquistou pela primeira vez uma Copa do Mundo. Tomara que a inspiração não fique só no uniforme. Que o futebol daquele time de 58 ilumine a Seleção. A torcida espera.