Pretendido pelo Cruz Azul, do México, que chegou a fazer duas propostas por sua contratação, o atacante Luis Fabiano afirmou neste domingo que vai cumprir o seu contrato até o final e vai ficar no São Paulo até dezembro. “(O negócio) está descartado. As partes até tinham chegado em um acordo, mas surgiram outras coisas que esfriaram a negociação. Por enquanto, fico até o final do ano”, disse o atacante, antes da partida contra o Sport, no Recife, pelo Campeonato Brasileiro.

O atacante não aceitou abrir mão de R$ 1,5 milhão referentes aos direitos de imagem atrasados, o que impediu a negociação com o Cruz Azul. Na primeira proposta enviada, na semana passada, os mexicanos queriam pagar US$ 500 mil pela contratação. O presidente Carlos Miguel Aidar pediu US$ 3 milhões (R$ 9,5 milhões) como compensação para liberá-lo e não houve acordo.

Como contrapropostas, os mexicanos ofereceram US$ 2 milhões ao clube tricolor (R$ 6,2 milhões). Novamente, o São Paulo recusou por causa da posição do atleta.

Em busca de um centroavante renomado no mercado, o Cruz Azul não pretende insistir no acerto com Luis Fabiano. O clube já procura alternativas em outras equipes e espera encontrar um novo nome nos próximos dias.

Quem comemora a permanência é o técnico Juan Carlos Osorio, que ficaria sem um centroavante no elenco – Alan Kardec ainda se recupera de cirurgia. Desde a chegada do treinador colombiano, o São Paulo já vendeu os direitos federativos de Denilson, Paulo Miranda e Souza e não conseguiu renovar o contrato de empréstimo com o zagueiro Dória.