O Sevilla superou a ausência de Luís Fabiano nesta quarta-feira para conquistar o seu quinto título da Copa do Rei. Enquanto o atacante da seleção brasileira se recupera de lesão em São Paulo, o time de Sevilha foi até o Camp Nou, em Barcelona, para enfrentar o Atlético de Madri. Mesmo com a equipe madrilenha embalada pelo recente título da Liga Europa, o Sevilla venceu por 2 a 0.

A conquista encerra de forma positiva uma temporada difícil para o Sevilla. A equipe foi eliminada ainda nas oitavas de final da Liga dos Campeões e brigou até o fim do Campeonato Espanhol para se garantir numa fase preliminar da próxima edição da competição europeia, terminando o torneio nacional no quarto lugar.

No Camp Nou, o Sevilla não teve o seu principal artilheiro, mas pôde contar com outro brasileiro: o meia Renato, ex-Santos. Com o Atlético de Madrid ainda de ressaca pela conquista da Liga Europa, na semana passada, a equipe da Andaluzia aproveitou para dominar o jogo no início e abrir o placar. Logo aos cinco minutos, Capel arriscou de fora e fez 1 a 0.

O gol sofrido acordou o time madrilenho, que tentou equilibrar o confronto. As equipes chegaram a alternar boas chances no restante do primeiro tempo, mas aos poucos o Atlético foi sentindo o desgaste por duas decisões em uma semana. O Sevilla então foi para a etapa complementar melhor e ainda ampliou a vantagem nos acréscimos, com Navas.

Graças ao título, o Sevilla também se credenciou para disputar a Supercopa da Espanha contra o Barcelona, atual campeão espanhol e que tinha vencido a Copa do Rei em 2009. O Atlético de Madrid pôde se contentar com a vaga na próxima Liga Europa, já que o adversário da final teria este direito, mas já está garantido na Liga dos Campeões.