De forma incompleta, a seleção brasileira realizou nesta terça-feira o seu primeiro treinamento em Miami, nos Estados Unidos, em preparação para o amistoso contra Honduras, neste sábado – na próxima terça, em Toronto, no Canadá, o adversário será o Chile. Por precaução, o zagueiro Thiago Silva permaneceu no hotel fazendo reforço muscular, sob a assistência do fisioterapeuta Luiz Alberto Rosan.

Além do jogador do Paris Saint-Germain, outro que não treinou foi o atacante Robinho. Atrasado por problemas com seu visto de entrada nos Estados Unidos, o atleta do Milan deve treinar pela primeira vez com os companheiros de seleção, no campo de futebol do estádio da Universidade Internacional da Flórida, nesta quarta.

Quem se dedicou no treinamento, na briga por uma vaga na Copa do Mundo de 2014, foi Lucas Leiva. Convocado por Felipão pela segunda vez, o volante do Liverpool está consciente de que precisa jogar muito bem no tempo em que estiver em campo, mesmo que ele seja pouco. “É mais uma oportunidade para mostrar o que o treinador espera da minha função. Vou tentar colocar em prática e cada dia mais tentar garantir um lugar no grupo. Faltam poucos jogos, é um momento de reta final”.

Lucas Leiva tem razão. Quem se sair bem nos dois amistosos dificilmente ficará fora da Copa, já que em 2014 a seleção disputará um único amistoso antes da convocação para o Mundial – contra a África do Sul, em março. Pelo mesmo raciocínio, quem jogar mal dificilmente terá a chance de “limpar a barra” com Felipão.