Nico Rosberg desperdiçou neste domingo mais um “match point” que poderia lhe dar o título da temporada de 2016 da Fórmula 1. Em São Paulo, ele precisava vencer para garantir o troféu. Porém, terminou em segundo lugar no caótico GP do Brasil, disputado sob forte chuva, e ainda viu o inglês Lewis Hamilton faturar a vitória no autódromo de Interlagos, em São Paulo.

Apesar disso, deixou a pista satisfeito com o resultado. “Diante de tudo que tivemos na corrida de hoje (domingo), acho que posso sobreviver com este segundo lugar, com certeza”, declarou o piloto da Mercedes. “Eu esperava a vitória, Mas claro que o segundo lugar está OK”, disse o alemão.

A corrida em Interlagos ficou marcada pela entrada do safety car em cinco momentos diferentes da prova e pela dupla interrupção da corrida, causada pela chuva. Derrapadas, acidentes e abandonos foram frequentes ao longo da disputa, que acabou durando 3 horas e 1 minuto.

Dependendo apenas de si mesmo para ser campeão no Brasil, Rosberg adotou postura cauteloso desde o início, com o safety car na largada. Evitou disputas com o holandês Max Verstappen, que o ultrapassou na metade da corrida, e manteve os pneus de chuva quando os rivais trocavam pelo intermediário. “Na posição em que estávamos, não podíamos encarar um risco tão grande. Foi a decisão correta, claro, e a estratégia acabou nos favorecendo, o que foi bom”, avaliou o alemão, que segue na liderança do campeonato.

A vantagem, contudo, caiu de 19 para 12 pontos em relação a Hamilton. A definição do título ficará para o GP de Abu Dabi, no próximo dia 27. “Será um fim de semana empolgante, uma grande batalha, pode ter certeza. Vou tentar vencer a corrida final”, afirmou, após perder duas chances para selar o título – no México e no Brasil.