Arquivo
Sicupira e Marcelo Ortiz, da Banda B, confiantes na fidelidade do ouvintes e torcedores.

A final do Campeonato Paranaense reviverá os tempos áureos do rádio. Sem transmissão pela TV, é pela latinha que milhares de torcedores acompanharão o Atletiba, para alegria das emissoras.

Nos últimos anos, a disseminação de transmissões pela TV aberta, fechada ou no sistema pague-para-ver deu mais um golpe no rádio. Nos dois últimos Brasileiros, por exemplo, todas as partidas foram transmitidas, tirando mais um pouco de espaço do meio de comunicação mais popular do País.

Mas a proibição da transmissão dos jogos do Atlético torna a final do Paranaense 08 um privilégio de apenas 24 mil pessoas. Sem alternativa, outras centenas de milhares que faltarão à Arena ficarão grudadas nas caixas de áudio.

Até no Couto Pereira o tradicional telão será trocado pelo sistema de som do estádio, alimentando a imaginação de quem não conseguiu ingresso. ?O aumento na audiência seria natural por ser uma decisão, mas pelo número de ligações no primeiro jogo tivemos um excelente parâmetro?, comemora o diretor de esportes da Rádio Banda B, Marcelo Ortiz. O Ibope ainda não divulgou os números com a audiência da partida do último domingo.

O diretor da Transamérica Curitiba, Rogério Afonso, espera que o número de ouvintes por minuto salte de 45 mil para algo em torno de 100 mil no momento do jogo. ?Há muito tempo não tínhamos um jogo tão importante sem TV?, lembra. Os ganhos, porém, serão em médio prazo, pois os patrocínios já haviam sido vendidos antes de a presença do Atlético na final ser definida.

Internet?

Ontem, o diretor de relações sociais do Furacão, João Souza, declarou em entrevista a uma emissora de rádio que o clássico de amanhã será transmitido pelo site do clube na internet. Ontem, a assessoria de comunicação rubro-negra não descartou a transmissão online e disse que só hoje haveria um posicionamento oficial.

O problema é que o contrato assinado pelos outros 15 participantes do Estadual incluindo, é claro, o Coritiba garante a exclusividade de transmissão pela internet à RPC – afiliada da Rede Globo no Paraná, que também comprou os direitos de TV da competição.