O Figueirense vive um péssimo momento. Não vence há nove jogos, foi eliminado da Copa do Brasil e é o atual antepenúltimo colocado no Campeonato Brasileiro com apenas 28 pontos. Neste domingo, às 16 horas, tem praticamente uma decisão contra o Goiás, no estádio Serra Dourada, em Goiânia, pela 29.ª rodada. O adversário é o primeiro clube fora da zona de rebaixamento, com 31 pontos, na 16.ª posição.

“A situação é complicada. Mas a gente não pode pensar que temos que nos abalar porque se a gente se entregar agora vamos nos perder totalmente”, comentou o técnico Hudson Coutinho sobre o jejum de vitórias.

Uma das esperanças do treinador em tirar o time do buraco está no experiente meia Carlos Alberto. O jogador voltou de lesão na derrota para o Santos por 3 a 2, na última quinta-feira, pela Copa do Brasil, e se colocou à disposição para a reta final do Brasileirão. Hudson Coutinho, no entanto, não revelou se o jogador iniciará em campo.

Quem deve voltar ao time titular é o atacante Clayton, que começou no banco de reservas no meio da semana por conta da sequência de jogos. O atacante Dudu também está à disposição do treinador. Hudson Coutinho só não poderá contar com o zagueiro Saimon, suspenso. O provável substituto, Marquinhos, está recuperado de lesão, mas é dúvida por conta de uma virose que teve durante a semana.