Fora do grupo de classificação da semifinal do Campeonato Carioca, o Flamengo faz clássico contra o Botafogo, neste sábado, às 16 horas, no estádio Mário Helênio, em Juiz de Fora (MG). Além de sair da posição incômoda na quinta rodada da Taça Guanabara, a partida pode acabar ou ampliar o jejum de cinco jogos sem vitória do time do técnico Muricy Ramalho.

Sem vencer desde o último dia 12, quando bateu o Madureira e já acumula três derrotas e dois empates, o time ocupa apenas a sexta posição, com cinco pontos, metade do que conquistou o Vasco, líder do grupo. Com apenas uma derrota em toda a competição, o Botafogo é o terceiro, com sete.

Ausente dos dois últimos treinamentos, o centroavante Guerrero disputará a terceira partida na semana. Além de ter jogado pelo Peru na última terça-feira, o jogador viajou para Brasília na madrugada após o confronto e disputou os 90 minutos no clássico contra o Vasco no dia seguinte. Cansado, o jogador foi poupado dos treinos para poder ir para Juiz de Fora.

Muricy Ramalho também não fez treinamento com os titulares, mas terá o grupo completo, com exceção de Mancuello, em reta final de recuperação, no clássico. Após ter defendido a Colômbia, Cuellar está de volta ao time.

Com dores na coxa, o zagueiro Emerson segue fora do Botafogo. É mais uma chance para Renan Fonseca, titular em 2015 e que perdeu espaço este ano. Após ter cumprido suspensão, Airton entra na vaga de Fernandes. Outro retorno deve ser Luis Ricardo. Recuperado, o jogador treinou normalmente, mas não foi confirmado pelo técnico Ricardo Gomes.

O treinador não quis confirmar mais mudanças, mas há a possibilidade que Gegê volte ao meio de campo no lugar de Gervasio Núñez. O argentino teve fraco desempenho no jogo contra o Volta Redonda, foi substituído na partida e deve perder a posição.