Se depender do otimismo do meia Sérgio Manoel, o torcedor coxa-branca pode esperar boas novas no Brasileirão. Com o contrato mantido até dezembro, o jogador abriu mão de um negócio com o futebol japonês para dar sua contribuição na campanha do Verdão no nacional. “Ainda não mostrei tudo que posso e sinto que ainda tenho muito a contribuir com o clube”.

Depois de uma Sul-Minas conturbada, cheia de altos e baixos, o experiente jogador acabou carimbando sua permanência após a participação no Supercampeonato. “O Bonamigo teve uma contribuição especial nessa minha ascendência. Ele me deu liberdade de escolher onde jogar e acabei melhorando de rendimento”. Outro profissional ao qual Sérgio estende os agradecimentos é ao preparador físico Róbson Gomes. “Com a atenção especial dada por ele, recuperei a minha melhor forma física e consequentemente meu rendimento”, diz.

Com a situação de Pícolli ainda incerta, o meia pode acumular o comando do jovem time alviverde. “Torcemos para que o Pícolli fique, mas independente disso não temo servir de orientador dos garotos. A liderança é algo que vem naturalmente”.