A vitória da esquadra do Vila Sofia em cobrança de penalidades máximas, após um empate com o Sindaspp (1×1) pela final do “chavão de adultos” do “Peladão/Tribuna do Paraná”, anulou de todo a vantagem que o Sindaspp (campeão da Chave de Vencedores) possuía sobre o Vila Sofia (campeão da Chave de Perdedores).

A partida disputada sábado à tarde no campo 3 do Parque Peladeiro foi extremamente equilibrada, jogada com muita disposição da parte de todos os jogadores.

No primeiro tempo foram marcados os dois gols regulamentares da partida, primeiro o Vila, por intermédio de Carlos Alberto, aos 12 minutos de jogo, vinte minutos depois, aos 32, ainda do primeiro tempo, o Sindaspp, através de Romero igualou o marcador, dando um colorido muito especial e de grande expectativa.

O Vila Sofia foi melhor neste primeiro meio-tempo, atacando o último reduto do Sindaspp com muita determinação, chegando a criar duas ou três situações embaraçosas ao atual tricampeão. Mas, na segunda fase, embora o equilíbrio continuasse, o Sindaspp teve melhores oportunidades, em que pese também o Vila Sofia ter tido chances de marcar e ganhar a partida. De qualquer forma, foi um jogo sensacional, muito equilibrado e jogado com extrema vontade pelos jogadores do Vila Sofia e do Sindaspp, no que resultou um belo e empolgante espetáculo que ao final foi aplaudido por todos.

Disciplina em campo excelente, como excelente também foi o comportamento da torcida de ambos os lados, fato que valorizou extremamente a tarde esportiva.

Arbitragem de Carlos Alberto, que conduziu a partida em grande maestria, pulso forte, apitando sempre em cima do lance. Foi, certamente, um dos pontos altos da partida.

Como empate de 1×1, vieram os pênaltis, com o povão concentrando-se nas imediações do gol escolhido para o feito. AS equipes resolveram indicar um único cobrador: Cigano, para o Sindaspp, e Betinho pelo Vila Sofia.

Na seqüência dos pênaltis, Cigano iniciou a série, batendo mal para defesa do goleiro do Vila; Betinho cobrou, também mal, para defesa do goleiro do Sindaspp; Cigano cobra e faz Sindaspp 1×0; Betinho cobra e faz Vila Sofia 1×1; Cigano sobra e faz Sindaspp 2×1; Betinho cobra mal para defesa do goleiro do Sindaspp que continua com 2×1; Cigano cobra mal e chuta para fora, mantendo o placar de 2×1 para o Sindaspp; Betinho cobra e marca, fazendo Vila 2×2; Cigano cobra mal para defesa do goleiro do Vila, mantendo o marcador em 2×2; Betinho cobra e marca, para dar a vitória ao Vila Sofia por 3×2.

Hino Nacional

Milhares de torcedores estiveram prestigiando a final de adultos do “chavão”. Antes da partida, com todos os atletas perfilados, foi executado o Hino Nacional, e logo a seguir, o pontapé tradicional que foi executado pelo secretário municipal de Esporte e Lazer, professor Juliano Borghetti, que representou o prefeito Cassio Taniguchi e Osvaldo Tavares, presidente da Acep/Associação dos Cronistas Esportivos do Paraná.

Minuto de silêncio

Logo após executado o pontapé inicial, foi mantido um minuto de silêncio em homenagem póstuma a Adair Valença Soares, que é irmão da nossa mesária Azeli Valença Soares, bem como para Pantica, torcedor e muito amigo das delegações do Sindaspp e do Vila Sofia.

Detalhes

As equipes iniciaram o jogo com as seguintes formações: Vila Sofia -Gil, Aurélio, Paulo César, Betinho, Du, Marcelo, Cascavel e Nene. Técnico: Mire. Sindaspp – Odair, Hector, Salário, Alex, Paulo Sérgio, Ede, Cigano, e Cenoura. Técnico: Ivo Petry Sobrinho.

Árbitro – Carlos Alberto, auxiliado por Miguel Lorival Torura e Antônio Marcos.