São Paulo (AE) – A goleada de Portugal sobre a Polônia encerrou a segunda rodada da Copa. Até agora, apenas Brasil, que tem melhor campanha entre as 32 seleções (6 pontos e 5 gols de saldo) e Espanha, que venceram os dois compromissos iniciais, têm vaga assegurada para a 2.” fase. O México também venceu dois jogos, mas ainda pode ser alcançado em pontos por Itália e Croácia, no Grupo G. Por outro lado, cinco sele-ções vão apenas cumprir tabela na terceira rodada: China, Nigéria Polônia, Arábia Saudita e Eslovênia.

Nos 32 jogos realizados até ontem foram marcados 81 gols, média de 2,53 gols/jogo. Na Copa da França, há quatro anos, a média foi de 2,67. A maior parte dos gols saiu no segundo tempo, 47, enquanto 34 foram marcados nos primeiros 45 minutos. As aberturas de placar mais rápidas foram as dos EUA contra Portugal (4min – O’Brien) e da África do Sul contra a Eslovênia (4min – Nomvethe).

Ao todo, 22 partidas terminaram com vitória. Os empates foram 10. Apenas França x Uruguai terminou no 0 a 0. A maior goleada foi da Alemanha, 8 a 0 sobre os sauditas. Os placares que mais se repetiram foram 1 x 0 e 1 x 1, sete vezes cada um (43,75%). O 2 x 1 aconteceu cinco vezes e o 2 x 0 apareceu quatro vezes.

Ataques

Apesar de ter empatado seu segundo jogo contra a Irlanda por 1 a 1, a Alemanha tem o ataque mais positivo, com 9 gols (média de 4,5). Brasil, Espanha e Portugal vêm a seguir, todos com seis gols marcados (média de 3). A Alemanha é também o time que mais chutou em gol, com 35 tentativas, mas o Brasil acertou mais o alvo (20 vezes). Além disso, Ronaldo, ao lado do sul-africano Benni McCarthy, é o jogador com maior precisão, com 7 arremates em gol. Já a China, que o Brasil venceu por 4 a 0, é o time que menos finalizou, apenas 13 vezes. Agoos (EUA), Puyol (Espanha) e Jorge Costa (Portugal) foram os autores dos 3 gols contra registrados até agora.