Sob forte calor, o Grêmio não conseguiu repetir nesta quarta-feira as viradas que exibiu nas primeiras rodadas do Campeonato Gaúcho. O time do técnico Silas saiu atrás no placar diante do São Luiz, arrancou o empate, mas acabou vaiado pela torcida no Estádio Olímpico.

Apesar do tropeço, o Grêmio segue na liderança da Chave 1, agora com 11 pontos. O São Luiz, por sua vez, ocupa a ponta da Chave 2, com 14 pontos. No entanto, pode perder a primeira colocação no decorrer da rodada.

O jogo desta quarta foi marcado pelas altas temperaturas em Porto Alegre. Os termômetros na capital gaúcha atingiram 38,5ºC. Na área da imprensa no estádio, o ex-jogador Batista, que virou comentarista, desmaiou diante das câmeras por causa do forte calor.

Dentro de campo, o Grêmio voltou a mostrar as mesmas falhas exibidas no clássico de domingo, com erros de passe e nervosismo por parte dos jogadores. A torcida, mais uma vez, não perdoou e criticou fortemente o técnico Silas.

Diante dessas dificuldades, o Grêmio acabou criando poucas jogadas de perigo no primeiro tempo, enquanto o São Luiz jogava recuado, sem ameaçar os donos da casa.

A qualidade do jogo só melhorou na segunda etapa. Logo no primeiro minuto, Eraldo avançou pela defesa, deixou para trás Lúcio e Maurício, e serviu Vanderson, que mandou para as redes.

O empate só veio aos 26 minutos, com Borges. Ele aproveitou cruzamento de Maylson e, com tranquilidade, cabeceou para o fundo do gol. Na sequência, o Grêmio buscou mais uma vez a virada, mas dessa vez o time de Silas não foi bem-sucedido.

Na próxima rodada, o Grêmio enfrentará o Ulbra, em Canoas, no domingo, enquanto o São Luiz vai receber o Esportivo, diante de sua torcida, no mesmo dia.