O sueco Robin Soderling e o norte-americano Andy Roddick confirmaram o favoritismo e vão se enfrentar na final do Torneio de Brisbane, que dá 250 pontos ao campeão no ranking da ATP, é disputado em quadras rápidas e distribui US$ 442 mil em prêmios. A decisão será disputada no domingo e reunirá os cabeças de chave número 1 e 2 da competição.

Para garantir presença na final, Soderling número 5 do mundo, derrotou o checo Radek Stepanek, atual vice-campeão em Brisbane e 62º colocado no ranking da ATP, por 2 sets a 0, com parciais de 6/3 e 7/5, em 1 hora e 22 minutos. Na decisão, Soderling, que se vingou da derrota nas quartas de final em Brisbane em 2009, vai buscar o sétimo título da sua carreira.

Já Roddick encontrou mais dificuldades para se garantir na final. O número 8 do mundo derrotou o sul-africano Kevin Anderson, 61º colocado no ranking da ATP, por 2 sets a 1, com parciais de 6/2, 4/6 e 6/2, em 1 hora e 53 minutos. O norte-americano busca o bicampeonato em Brisbane e o 30º título da carreira profissional.