Apenas três brasileiros estão na chave principal – de 128 jogadores – do maior torneio de saibro do planeta, Roland Garros. E hoje Gustavo Kuerten, Flávio Saretta e André Sá terão definidos seus adversários na estréia da competição, no sorteio a ser realizado em Paris.

No lado masculino, entre os líderes, apenas estão fora Marat Safin e Tommy Haas, enquanto entre as mulheres a maior perda é para a torcida: Anna Kournikova, alegando problemas no músculo adutor, não joga o Aberto da França.

Guga vai sair como cabeça-de-chave número 15 e, por isso, terá um adversário de ranking bem mais baixo do que o seu na primeira rodada.

No Grand Slam, agora, são 32 cabeças-de-chave. Tricampeão em Paris, o tenista brasileiro precisa mesmo torcer por uma boa chave para ganhar o tão esperado ritmo nesta temporada européia de saibro.

Enquanto isso, o embalado Flávio Saretta e o mineiro André Sá “vão para o sorteio” como se costuma dizer no tênis, ou seja, podem cair com adversários fortes, pois estão fora da lista dos 32 cabeças.

Saretta vem de bons resultados, embora ontem tenha perdido nas quartas-de-final de St. Poeten, num jogo muito equilibrado, diante do dinamarquês Martin Verker, decidido apenas em dois tie breaks, com 7/6 (7/4) e 7/6 (7/2).