Chegou ao fim nesta terça-feira a curta passagem do pivô Tiago Splitter pelo Valencia Basket. Mas os 16 dias no clube valenciano foram suficiente para o brasileiro reencontrar o basquete que fez dele o melhor jogador da Espanha na sua última temporada por lá, em 2009/2010. Na sua despedida, nesta terça, Splitter marcou 22 pontos e pegou oito rebotes na vitória do Valencia sobre o Lukoil Academic (Bulgária), por 83 a 59, pela Eurocup, o equivalente da Liga Europa no basquete.

Cansado de esperar pelo fim da paralisação na NBA, Splitter aceitou o convite do Valencia para voltar à Espanha e, antes mesmo de ser apresentado, já estreou pelo seu novo clube. A vontade de atuar era tanta que ele participou de seis jogos em 16 dias, com uma média de mais de 25 minutos por partida. Como a greve do basquete norte-americano chegou ao fim, o contrato dele com o Valencia também será encerrado para que o brasileiro se apresente ao San Antonio Spurs.

Pela Liga Espanhola, Splitter atuou em três partidas, conseguindo uma média de 9,3 rebotes, 15,3 pontos e uma eficiência de 23,7, o que o colocaria como melhor jogador do torneio, não fosse o número reduzido de jogos em que atuou – seria também o melhor reboteiro. Na Eurocup foram outros três jogos, com média de 14 pontos e 7,7 rebotes.

Antes do jogo desta terça-feira, em Valência, o clube preparou uma homenagem para ele, que foi ovacionado pela torcida, apesar da curta passagem pela equipe. Para retribuir, foi cestinha da partida.