Sport e Flamengo empataram por 2 a 2 na quarta rodada do Brasileiro, neste domingo, no Recife. A torcida não gostou e reclamou várias vezes da atuação do árbitro Evandro Ronan, que deixou o campo aos gritos de "ladrão".

Aos 15 minutos do primeiro tempo, o Sport levou uma ducha fria, em momento que dominava o jogo. Osmar derrubou Juan na pequena área e, na cobrança de pênalti, Renato fez o gol. Bola para um lado, goleiro para o outro. O Flamengo manteve o domínio da partida pelos minutos seguintes, mas logo depois o Sport reagir, passando a ter o controle das ações

O empate do time da casa veio aos 34 minutos, com Washington, de cabeça, no canto direito. Pouco antes, o mesmo Washington havia aproveitado um cruzamento de Fumagalli, batendo para o gol, mas Bruno fez uma bela defesa. O placar não mudou até o final do primeiro tempo, mesmo com boas jogadas ofensivas. A mais perigosa foi aos 44 minutos, com Carlinhos Bala, que arriscou de fora da área, mandando a bola no travessão.

Na segunda etapa, um gol contra de Osmar, em cobrança de escanteio, aos 14 minutos, mudou o placar novamente a favor do Flamengo, que havia iniciado a segunda etapa de forma bastante defensiva. Na pressão, o Flamengo quase marca de novo, aos 21 minutos, com uma bomba de Leonardo Moura. Gléguer garantiu a defesa.

Para dar caráter mais ofensivo ao seu time, o técnico do Sport, Giba, fez mudanças, colocando Wéldon no lugar de Luciano Henrique e Vítor Júnior em substituição a Carlinhos Bala. Aos 31 minutos, Fumagalli empatou ao cobrar falta, colocando no canto esquerdo de Bruno. Cinco minutos depois o mesmo Bruno evitou a virada do Sport, ao defender bola chutada por Wéldon.