Mesmo com um jogador a menos em boa parte do segundo tempo, após uma expulsão equivocada do goleiro Magrão aos 14 minutos, o Sport conquistou uma vitória na raça. Se faltou inspiração, sobrou transpiração ao time pernambucano na vitória sobre o

Paraná, por 2 a 0, na tarde deste sábado, na Ilha do Retiro, em Recife, pela 36.ª rodada.

Com esse importante resultado, o Sport reassumiu a terceira colocação, com 59 pontos, e depende apenas de si para subir. Para tanto, basta vencer os últimos dois jogos contra Boa, no próximo sábado, em Varginha (MG), e Paysandu, no dia 30 de novembro, em Recife.

Por outro lado, o Paraná disse adeus à luta pelo acesso, já que estacionou no meio da tabela, com apenas 51 pontos. Faltando seis pontos em disputa, está a oito do quarto colocado, o Icasa. Os paranaenses se despedem da competição contra o Guaratinguetá, no próximo sábado, no interior paulista, e contra o Icasa, no dia 30, em Juazeiro do Norte.

Mesmo jogando fora de casa, o Paraná conseguiu manter maior posse de bola, mas esbarrou na boa marcação do Sport. Além de bem postado na defesa, o time da casa foi eficiente quando desceu ao ataque. Aos 23 minutos, o lateral Patric escapou pela direita e cruzou rasteiro na área. A zaga não cortou e o meia Camilo, livre, só empurrou para o gol livre.

Na segunda etapa, a situação dos pernambucanos parecia se complicar com uma expulsão do goleiro Magrão. Ele cortou um lançamento fora da área com a sola do pé, mas o árbitro Paulo César de Oliveira viu um toque de mão e o expulsou.

Para sorte dos mandantes, o segundo gol saiu logo em seguida, após contra-ataque. Aos 18 minutos, Patric escapou pela direita e cruzou rasteiro para a entrada da grande área. O atacante Neto Baiano pegou de primeira e mandou no ângulo esquerdo de Marcos. Depois disso, o Sport se fechou e garantiu a vantagem no placar.

FICHA TÉCNICA

SPORT 2 X 0 PARANÁ

SPORT – Magrão; Osvaldo, Ailson e Tobi; Patric, Naldinho, Ailton (Saulo), Felipe Azevedo (Camilo) e Marcelo Cordeiro; Marcos Aurélio (Rafael Pereira) e Neto Baiano. Técnico – Geninho.

PARANÁ – Marcos; Roniery, Alex Bruno (Kayke), Brinner e Henrique; Edson Sitta, Moacir, Lucio Flávio e Luisinho (Rubinho); Paulinho Oliveira e Reinaldo (Paulo Sérgio). Técnico – Dado Cavalcanti.

GOLS – Camilo, aos 23 minutos do primeiro tempo; Neto Baiano, aos 18 do segundo.

ÁRBITRO – Paulo César de Oliveira (SP).

CARTÕES AMARELOS – Patric, Marcos Aurélio e Tobi (Sport); Alex Bruno e Kayke (Paraná).

CARTÃO VERMELHO – Magrão (Sport).

RENDA – R$ 314.755,00.

PÚBLICO – 21.522 pagantes.

LOCAL – Estádio da Ilha do Retiro, em Recife (PE).