Acelerar forte, sem ver ninguém à sua frente, é este o desejo do piloto paranaense Paulo Stedile, da equpe Tork/Yamaha, para a segunda etapa do Campeonato Brasileiro do Motocross, prova que acontecerá neste fim de semana na cidade de Carlos Barbosa, no Rio Grande do Sul. Ele quer recuperar o terreno perdido, uma vez que na etapa de abertura do brasileiro sofreu uma série de pequenos problemas e ficou impossibilitado de conquistar a vitória, como era o seu desejo.

Depois de ficar em quarto lugar na etapa passada, devido a uma queda, Paulinho, agora, não pensa em outra coisa a não ser conquistar a primeira colocação e a marcação dos 25 pontos, para, deste forma, não se distanciar do primeiro colocado, Jorge Balbi.

Juntamente com Paulinho Stedile estarão em busca de uma boa pontuação os paranaenses Eduardo Saçaki, Davis Guimarães e Rafael Faria, todos pilotos de ponta do motocross nacional e que marcaram pontos na primeira etapa disputada na semana passada em Indaiatuba, interior de São Paulo.

Com um campeonato relativamente curto, pois serão disputadas apenas oito etapas, os pilotos não podem descuidar e como faz questão de frisar Paulinho Stedile, todo cuidado é pouco. “Assim, vamos ter que acelerar o máximo para garantir o maior número de pontos já nas primeiras etapas.”

Stedile quer conseguir o maior número de pontos possíveis já nas primeiras provas, para, assim, poder chegar bem e com tranqüilidade para disputar a sexta etapa do Campeonato Brasileiro, que será disputada aqui no Paraná, em Cianorte, “onde terei o apoio da torcida”.

Agora que os pilotos já sentiram o desempenho técnico e o nível dos adversários, vão trabalhar o máximo no sentido de melhorar a cada prova para poder atingir o objetivo desejado. “De agora em diante, todo cuidado é pouco. O pessoal preparou-se muito bem e, pelo jeito, todas as provas serão dificílimas”, garante Paulinho.

E com relação à etapa deste final de semana em Carlos Barbosa, Stedile está certo de que as dificuldades serão muito grandes, o que significa dizer que a corrida promete uma briga maior ainda que a anterior.

A pista de Carlos Barbosa é muito difícil e requer muita atenção e cuidados por parte dos pilotos. “Por isto temos que ter o máximo cuidado, pois um pequeno descuido pode botar tudo a perder. Estou bem preparado e vou a Carlos Barbosa com uma vontade e uma gana fora do comum”, disse Stedile.