Vanessa e Cris.

O ginásio do Círculo Militar do Paraná ficou quase lotado, reuniu cerca de cinco mil pessoas na última edição do Storm Samurai, consagrado como um dos principais eventos de luta do País. Foi um show de técnica e alto nível dos 24 atletas que participaram do evento no domingo. "Foi o melhor de todos os tempos, os atletas foram sensacionais", falou um dos organizadores do storm, o professor Rafael Cordeiro.

A presença dos curitibanos, campeões mundiais, Wanderlei Silva e Maurício Shogun, levou os apaixonados por luta ao delírio. O ídolo japonês Kazushi Sakuraba também participou do evento como convidado especial. O ringue de luta foi montado bem no centro do ginásio, com luzes e gelo seco. As lutas reuniram atletas de grandes academias de São Paulo, Rio de Janeiro, Santa Catarina, Minas Gerais e Paraná. No programa foram 11 lutas de vale-tubo, muay thai e jiu-jitsu.

Na melhor luta masculina da noite, o atleta da academia Chute Boxe, Gildo Lima, derrotou Fábio Jibóia em apenas 5 segundos de luta com uma joelhada voadora, batendo o recorde no evento. Mas foram as lutadoras Cristiane Cyborg e Vanessa Porto que levaram o público ao delírio. De um lado, Cris mostrou força física e de outro, Vanessa apresentou uma excepcional técnica.

O resultado foi uma luta considerada a melhor dos últimos tempos com Cris Cyborg dominando no final, vencendo por decisão dos juízes. "Foi a melhor luta feminina que assisti na minha vida, as duas saíram vencedoras", diz Rudimar Fedrigo, promotor do Storm Samurai.

O storm já se tornou tradicional em Curitiba, e a cada ano a presença do público se torna maior. A próxima edição do evento deve acontecer no começo do próximo ano.

Resultados:

Santos (Chute Boxe) derrotou Rogério Ribeiro por nocaute técnico (R1); Thiago Tavares (Ataque Duplo) finalizou Márcio Gracinha (Chute Boxe) por mata-leão (R2); Eduardo Rolha (Chute Boxe) finalizou João Paulo Tuba (Ponto 1 Maringá) por arm-lock (R3); Danilo Cherman (Nova União) derrotou Eduardo Simões (GBCT) por decisão dos juízes; José Carlos Metal (Noguchi) derrotou Felipe Borges (RFT) por nocaute técnico (R2); Tiago Baggio (Chute Boxe) finalizou Eduardo Pachu (GBCT) por guilhotina (R1); Fernando Betega (Chute Boxe) finalizou Sarion Adams (Júnior Aguiar) por triângulo (R2); Gustavo PC (MGT/Chute Boxe) derrotou Milton Bahia (Goiânia VT) por decisão dos juízes; Maicon Costa (Chute Boxe) derrotou Sérgio Esquiavon (Ponto 1 Maringá) por nocaute técnico (R1); Marcelo Brito (Arena/Thai Boxe) derrotou Leonardo Chocolate (RFT) por nocaute técnico (R3); Gildo Lima (Chute Boxe) nocauteou Fábio por joelhada (R1); Cristiane Cyborg (Chute Boxe) derrotou Vanessa Porto (Never Shake) por decisão dos juízes.