Neste domingo (30), acontece a prova considerada a mais charmosa do ciclismo paranaense: a Subida da Graciosa. Com provas nas modalidades de ciclismo e mountain bike, a competição vai ter a largada às 9h30 na localidade de São João da Graciosa, em Morretes, com a chegada em Borda do Campo, em Quatro Barras.

Na prova de ciclismo, os atletas competirão em categoria única num percurso de 15 km até o final da subida da Serra da Graciosa, já na prova de mountain bike, os competidores percorrerão ainda mais 22 km pela estrada velha da Graciosa, passando também pelo conhecido Caminho Imperial, trilha que foi usada por D. Pedro II, quando da sua visita no Paraná no século XIX.

A subida da Graciosa é uma prova que movimenta o imaginário de todos os ciclistas do Paraná, os profissionais e os que também, competem somente por lazer. A Graciosa é conhecida por ser uma estrada dura, que exige muito dos atletas em sua subida.

Segundo o organizador da prova, Adriano Malinowski, tanto na competição de ciclismo como no Mountain Bike, os ciclistas sofrem muito para conseguir cruzar a linha de chegada, “é uma prova em que o atleta testa todos os seus limites. Tanto físicos como psicológicos, mas quando se alcança a chegada o prazer da vitória é fantástico”, contou o organizador, que também já competiu profissionalmente.

A organização da prova também premiará o primeiro ciclista que vencer o trecho de subida íngreme da Graciosa, e vai oferecer um prêmio especial ao atleta que quebrar o recorde da competição.

Durante boa parte da manhã de domingo, a estrada da Graciosa será fechada para veículos automotores pela Policia Rodoviária Estadual, sendo indicado aos motoristas que desejarem ir a Morretes, usar a BR-277 ou ir à Graciosa após às 12hs.

Segundo o Malinowski, o trabalho de segurança realizado pela Policia Rodoviária é fundamental para integridade dos competidores, “temos que

oferecer todas as condições necessárias para que os atletas obtenham um bom desempenho. Esse esquema de segurança é fundamental, temos que agradecer muito a Polícia Militar”, concluiu organizador.